Refúgio na cidade

Refúgio na cidade

Atualizado: Quinta-feira, 13 Janeiro de 2011 as 2:01

Em Porto Alegre (RS), não é preciso muito esforço para encontrar um local tranquilo e repleto de verde para caminhar ou relaxar. As árvores ao redor lembram uma moldura, um verdadeiro presente para os amantes da natureza. Gostou da ideia? Então separe seu tênis preferido e a roupa mais confortável que tiver, pois é hora de nos acompanhar nesse passeio rumo ao Parque Moinhos de Vento, localizado na capital gaúcha.

A área de 115 mil metros quadrados existe há 38 anos e recebeu um carinhoso apelido dos moradores da cidade: o Parcão. Um charmoso moinho de vento, que no século 18 transformava trigo em farinha, é sua marca registrada. As autoridades da época optaram por fazer uma réplica, o que deu uma identidade especial ao parque e relembra a história local.

A Avenida Goethe atravessa o Parcão e o divide em dois setores. O primeiro conta com equipamentos para exercícios físicos e o segundo possui áreas de recreação e lazer. Há atrações para diferentes gostos e idades. Uma das principais é o espaço que reúne as pistas para caminhadas e corridas. Há três opções disponíveis: a de 400 m é ideal para iniciantes; já os que estão em boa forma podem optar pela de 650 m; e, por fim, a mais extensa, que possui 1.100 m, é mais usada por profissionais. Para incentivar os atletas, todo mês de maio o Parcão sedia a Maratona de Porto Alegre, evento que reúne diversos participantes e espectadores.

Outro destaque é a pista de patinação, um dos locais preferidos dos jovens que adoram testar novas manobras e encontrar os amigos. Os esportistas também não podem deixar de visitar o campo de futebol, um dos espaços mais disputados do parque. Mas as possibilidades de diversão não acabam por aí. Há quadras de tênis e poliesportivas, cancha de bocha e mesas de pingue-pongue. Depois de tantos exercícios, a melhor pedida é sentar sob a sombra das árvores e repor as energias. Vale fazer um piquenique com a família ou apenas contemplar a paisagem ao redor.

1. O moinho de vento é o grande destaque e dá nome ao parque. Além de embelezar o espaço, é o símbolo da história local

2 e 3. Diferentes espécies de pássaros, e outros tradicionais moradores, como as tartarugas e os peixes, dão vida ao lugar

4. Vista panorâmica do Parque Moinhos de Vento

Para os pequenos

Alguns lugares do parque foram especialmente desenvolvidos para a criançada e combinam atividades físicas e culturais. Um deles é a praça de recreação infantil, que possui playground e espaço de sobra para todas as brincadeiras. No moinho está a Biblioteca Ecológica Maria Dinorah, onde são promovidas oficinas de artes plásticas e jogos educativos. Todos podem participar. O acervo é composto por quase 2 mil títulos, a maioria deles ligados à ecologia. Em frente ao espaço está uma lagoa artificial com uma minicascata. É possível avistar tartarugas, gansos, marrecos e peixes. Mas, atenção: nem pense em alimentá-los, pois essa prática é proibida.

Não esqueça!

Para aproveitar o dia no parque, é fundamental escolher roupas largas e confortáveis. Outra dica é separar garrafinhas de água, pois a hidratação durante as atividades físicas é muito importante. Para os gulosos, nada melhor do que preparar aquele lanchinho ou colocar algumas bolachas na mochila. Os esquecidos também podem comemorar, pois há vendedores autorizados pela Prefeitura de Porto Alegre que circulam pelo local com carrinhos repletos de quitutes.

Serviço

A entrada é livre e o parque pode ser visitado todos os dias e em qualquer horário. O estacionamento também é gratuito, mas a dica é deixar o carro em casa e curtir um passeio de bicicleta até o local, já que a circulação das magrelas é autorizada. A programação cultural acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h.

Onde fica

O endereço é: Rua Comendador Caminha, s/nº. O parque é contornado pelas ruas 24 de Outubro, Mostardeiro, Comendador Caminha e Quintino Bocaiúva. O bairro é Moinhos de Vento, em Porto Alegre, RS. Outras informações: (51) 3332.1021.

veja também