Repúblicas em cidades históricas mineiras não poderão vender pacotes no Carnaval

Repúblicas em cidades históricas mineiras não poderão vender pacotes no Carnaval

Atualizado: Quarta-feira, 20 Janeiro de 2010 as 12

No title São 60 repúblicas de estudantes que não poderão mais abrir suas portas no carnaval. As acomodações ficavam em imóveis públicos tombados, mas mesmo assim cobravam 400 reais pelo pacote no feriado.

Segundo o Ministério Público, os estudantes estavam lucrando em cima de um patrimônio público, logo, tiveram que acabar com a venda de pacotes, que incluía abadás e bebidas alcoólicas.

Por Eduardo Lopes

veja também