Revitalização da Ponta Negra, em Manaus, receberá R$ 22 milhões do MTur

Revitalização da Ponta Negra, em Manaus, receberá R$ 22 milhões do MTur

Atualizado: Segunda-feira, 5 Outubro de 2009 as 12

O ministro do Turismo, Luiz Barretto, e o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, anunciaram nesta segunda-feira (05/10), em Manaus (AM), o investimento de R$ 23 milhões para a primeira etapa de urbanização e revitalização da Ponta Negra, um dos principais atrativos turísticos de Manaus, situada às margens do Rio Negro.

A primeira etapa da obra conta com investimento de R$ 22,08 milhões do Ministério do Turismo (MTur) por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Nacional). O restante, R$ 920 mil, é referente à contrapartida do município. O recurso será investido na reforma e ampliação do balneário e da orla do Rio Negro e em obras de saneamento e energia.

''Essa é uma parceria que veio para ficar. É o primeiro de muitos projetos. Serão R$ 90 milhões aplicados em infraestrutura e qualificação de um setor que é um importante gerador de renda: o Turismo'', disse o ministro Barretto.

Sobre a chegada dos investimentos federais, o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, disse: ''eu achava que seria muito difícil, em um momento de crise, o ministro dizer 'sim'. O resultado é o que vocês podem ver: em três meses, assinamos um convênio de R$ 23 milhões que chegará a R$ 90 milhões e revitalizará outros pontos de Manaus, como o centro da cidade e o Sítio Histórico''.

Prodetur Nacional

A prefeitura de Manaus apresentou uma proposta no valor de US$ 43,16 milhões para o Prodetur Nacional. Desse total, US$ 21,5 milhões serão financiados pela Corporação Andina de Fomento (CAF), novo agente financiador do Prodetur Nacional, junto com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e o restante faz parte da contrapartida do município.

O valor liberado nesta segunda-feira (05/10), R$ 22,08 milhões, está sendo antecipado pelo governo federal com recursos do MTur. A proposta do município de Manaus aguarda aprovação da Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

''O Prodetur teve uma experiência exitosa no Nordeste. E agora trabalhamos em âmbito nacional. Isso abre oportunidades para que as cidades que vão sediar a Copa de 2014 tenham acesso a crédito. Manaus é pioneira; isso mostra a força e a energia depositadas no Turismo'', disse Barretto.

Neste momento, o MTur está negociando com o BID a expansão dos recursos do Prodetur Nacional em mais US$ 1 bilhão para que as 12 cidades-sede da Copa de 2014 possam investir em infraestrutura, promoção e qualificação de mão-de-obra.

Além da revitalização da Ponta Negra, entre as principais intervenções previstas na proposta estão: a melhoria da infraestrutura do Sítio Histórico; a revitalização do entorno do Paço da Liberdade, com o Projeto de Plantio da Praça Dom Pedro II; e a recuperação de Patrimônio Histórico e Cultural.

Desde 2003, o MTur investiu R$ 70,3 milhões em ações de infraestrutura e promoção do estado do Amazonas.

O evento contou ainda com a presença do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, que ressaltou o empenho do governo federal para o fortalecimento do estado do Amazonas; a presidente da Amazonas Tur e secretária estadual de turismo, Oreni Braga; e a presidente da Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Manauscult), Lívia Mendes.

veja também