Revitalização portuária é tema de encontro entre ministro e governadora de província sul-africana

Revitalização portuária é tema de encontro entre ministro e governadora de província sul-africana

Atualizado: Quinta-feira, 18 Junho de 2009 as 12

A revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro foi o principal tema do encontro entre o ministro do Turismo, Luiz Barretto, e a governadora da província sul-africana de Cabo Ocidental, Hellen Ziller, na manhã desta quarta-feira, 17 de junho. Ex-prefeita da Cidade do Cabo, capital da província, Ziller liderou a parceria público-privada que nos últimos cinco anos transformou o porto da cidade num importante pólo de atração turística, com shopping centers, restaurantes, teatros e uma marina.

A ação de revitalização é semelhante à que será lançada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro Barretto, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes, na próxima terça-feira, 23 de junho. A primeira etapa atenderá primordialmente obras de infra-estrutura e contará com mais de U$ 100 milhões repassados pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur).

O Prodetur é uma parceria entre o Ministério do Turismo e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia projetos de estados e municípios brasileiros com mais de 1 milhão de habitantes. A exemplo do que ocorreu na Cidade do Cabo, a revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro é uma das principais intervenções urbanísticas previstas para a Copa de 2014, que será realizada no Brasil.

Para conhecer os preparativos do setor turístico sul-africano para a Copa de 2010, o ministro Barretto reuniu-se no final da tarde com o ministro do Turismo da África do Sul, Marthinus Van Schalkwyk. O principal desafio dos sul-africanos no setor turístico é a qualificação profissional e a garantia de hospedagem a preços razoáveis durante a competição. No Brasil, as ações de qualificação visando especificamente a Copa de 2014 terão início em agosto, quando serão iniciadas as aulas de espanhol e inglês para trabalhadores do turismo nas cidades do Rio de Janeiro e Salvador. Em seguida, os cursos ministrados à distância serão levados às outras dez cidades-sede.

veja também