Rota no sul dos montes Apeninos leva a vilas perdidas

Rota no sul dos montes Apeninos leva a vilas perdidas

Atualizado: Sexta-feira, 17 Junho de 2011 as 9:27

A porção meridional dos montes Apeninos é a mais alta de toda a cadeia que corta boa parte da península itálica. Seus principais maciços, os montes Sibillini, entre a Úmbria e Le Marche, e o Gran Sasso, em Abruzzo, abrigam dezenas de vilarejos medievais isolados em meio a paisagens naturais.

Quase não há transporte público por ali. A única maneira prática de conhecer a área é pela estrada.

É no extremo sudeste da Úmbria que o relevo começa a ficar cada vez mais montanhoso. Saindo de Spoleto, logo atravessa-se um longo túnel. Do outro lado, o verde toma conta da paisagem.

É o Valnerina, um estreito vale conhecido por sua beleza natural e cobiçadas trufas negras. Bem perto, está a cidadezinha de Norcia, famosa na Itália por produzir os melhores salames e outros embutidos de javali, caçado na região, e de porco.

Norcia e o Valnerina servem também como acesso aos montes Sibillini. No coração do parque nacional que protege a área, fica o Piano Grande, um platô remoto a mais de 1.300 metros de altitude. O único vilarejo aqui, Castelluccio, é tido como um dos mais isolados do país.

Situado numa escarpa acima do planalto, Castelluccio tem vistas espetaculares do Piano Grande e das montanhas nevadas, incluindo o Monte Vettore. Nos campos abaixo, moradores locais pastoreiam seus rebanhos de ovelhas e colhem lentilhas.     AVENTUREIROS

Na primavera, o platô vira um memorável tapete de flores silvestres. Já no verão, é frequentado por aventureiros em busca de trilhas para áreas ainda mais remotas, onde, com sorte, é possível avistar lobos, gatos selvagens, ursos e águias.

Há também quem venha atrás das excelentes condições para voos de "paragliding" ou asa-delta. A Pro Delta ( www.prodelta.it ) oferece cursos básicos com duração de cinco dias por 400 euros e voos com instrutor entre 25 e 70 euros. Quando chega a neve, no entanto, o vilarejo fica quase deserto.

Inicialmente apenas um restaurante, a Taverna Castelluccio ( www.tavernacastelluccio.it ) é uma boa opção de hospedagem. Durante a temporada, cobra de 65 a 95 euros o casal.

A dica é enfrentar o frio e acordar cedo para admirar o amanhecer. Uma forte névoa costuma encobrir todo o platô assim que os primeiros raios de sol despontam por trás das montanhas, e Castelluccio parece flutuar como uma ilha sobre nuvens.

A aura de mistério e beleza dos montes Sibillini deu origem a muitos mitos e lendas.

História mais sombria tem a região do Gran Sasso, ao sul, já em Abruzzo. Seu pico mais alto, o Corno Grande, é também o ponto culminante da cadeia dos Apeninos, com quase 3.000 metros.

A área serviu de pano de fundo para um episódio da Segunda Guerra Mundial, quando os alemães resgataram o ditador Benito Mussolini, brevemente encarcerado em hotel no Campo Imperatore, a 2220 metros de altitude. O hotel fica no fim de uma estrada que serpenteia os campos, onde se chega também via teleférico.

Aos pés do maciço, fica a cidade de L'Áquila, epicentro de forte terremoto, que deixou mais de 300 mortos e arrasou a cidade em 2009.    

veja também