Árvores de metal surpreendem turistas em Foz do Iguaçu

Árvores de metal surpreendem turistas em Foz do Iguaçu

Atualizado: Quarta-feira, 13 Agosto de 2008 as 12

Uma atração a mais, além das Cataratas, surpreende os visitantes do Parque Nacional do Iguaçu, Foz do Iguaçu (PR), desde o dia 26 de junho. Trata-se de um bosque de metal, com 37 árvores, criado pela artista plástica Elizabeth Titton, que ficará em exposição até o dia 15 de setembro.

A intervenção integra a exposição In Natura, que permanecerá aberta à visitação até o dia 15 de setembro. São modelos de árvores feitos de aço cortado a laser. Expostas a céu aberto, a proposta, de acordo com a artista, é que as peças interajam com a natureza e com os visitantes, provocando uma reflexão sobre a arte e o meio ambiente.

Na entrada do parque estão 23 árvores com três metros de altura, além de uma escultura chamada Árvores das Conchas e outra Kaciana, uma árvore de laços de seis metros. Junto a essas duas árvores de aço, o público pode assistir à encenação de uma atriz que representa uma bailarina com um grande coelho verde de pelúcia.

Mais 11 árvores, de estatura semelhante as anteriores, estão espalhadas pelo entorno do parque, compondo um visual inusitado junto às quedas d´água.

A exposição In Natura é organizada pela Fundação Iguassu e tem apoio do Parque Nacional do Iguaçu e Cataratas do Iguaçu S/A, e com o patrocínio da Trumpf do Brasil, da Metalúrgica Merpe, do Restaurante Porto Canoas e das Empresas Rafain.

Sobre Elizabeth Titton

A artista nasceu em São Paulo e vive em Curitiba (PR) desde 1957. Além do aço, Elizabeth Titton também trabalha com grafite, bronze e cerâmica. Escultora, gravadora, desenhista, ceramista e educadora, a artista é mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná, foi diretora do Museu de Arte Contemporânea do Paraná e criou o espaço Pró-Criar, instituição que se dedica ao ensino das artes.

veja também