Saiba mais sobre Maragogi (AL)

Saiba mais sobre Maragogi (AL)

Atualizado: Quinta-feira, 23 Abril de 2009 as 12

Maragogi fica no litoral norte de Alagoas, em plena Costa dos Corais. Localiza-se equidistante cerca de 125 Km de Maceió e do Recife, tornando fácil o acesso a partir dessas duas importantes capitais do nordeste brasileiro.

Delimita-se a leste com o Oceano atlântico, a oeste por Porto Calvo e Jacuípe, ao sul, pelo município de Japaratinga e ao norte pelo município pernambucano de São José da Coroa Grande.

História    

Inicialmente Maragogi era um povoado chamado Gamela, em 1887 foi elevado à categoria de Vila e passou a chamar-se Isabel, em homenagem à princesa que libertou os negros da escravidão. Mais tarde, em 1892, recebeu o nome de Maragogi por causa do rio que banha o local. O nome, segundo historiadores, provém de Marahub-gy, ou rio das Maraubas. Outras interpretações traduzem Mair-aqui-gy-po como rio livre, amplo.

Maragogi tomou parte ativamente nas lutas contra os holandeses. No local registraram-se intensos combates em Barra Grande e São Bento, quando as tropas vinham do Recife com destino a Porto Calvo, que era o local de escoamento da produção agrícola da região, principalmente a cana-de-açúcar. Coube aos moradores da antiga vila desarticular, por duas vezes, tentativas de desembarque holandês no local.

Como resquício da História, a tradição familiar no município é muito forte. Aconteceram muitos casamentos entre primos e vários nomes foram guardados, como Lins, Vasconcelos, Buarque, Holanda, Cavalcante e Acioly, entre outros, mantendo vivas suas raízes.

Guerra dos Cabanos

Maragogi também foi palco da Guerra dos Cabanos, que começou como um movimento restaurador armado, que tinha por objetivo trazer de volta ao trono do Brasil o Imperador D. Pedro I, que renunciara e voltara para Portugal. A guerra inicia-se entre maio e junho de 1832, com os levantes de Antônio Timóteo de Andrade, em Panelas de Miranda, no agreste pernambucano, e João Batista de Araújo, na praia de Barra Grande, hoje povoado do município de Maragogi. Em 26 de outubro de 1832, tropas provinciais matam em combate, no reduto do Feijão, o líder Antônio Timóteo de Andrade e o Almirante Tamandaré prende o líder João Batista de Araújo em sua casa, na praia de Barra Grande. Entre novembro de 1832 e janeiro de 1834, a chefia da guerra passa para as forças populares, sendo o comandante geral da insurreição Vicente de Paula. São erguidos os primeiros arraiais guerrilheiros nas matas de Imbiras, Barras de Piabas e Piabas.

Os Cabanos, numa manobra guerrilheira tentam tomar o povoado de Barra Grande, mas são postos em fuga pelas tropas provinciais acantonadas ali. Recuam sob forte tiroteio até o povoado de Gamela (hoje cidade de Maragogi), e de lá chegam à praia de São Bento, onde os Cabanos feridos à bala se curavam e pescavam. Ocorre então a matança de São Bento, tendo as tropas provinciais morto à bala e à faca todos os Cabanos encontrados.

Os negros papa-méis (assim chamados os negros que fugiam da escravidão dos engenhos e se escondiam nas matas) aderem à insurreição e mudam os rumos da guerra: lutam os Cabanos agora pela libertação dos escravos, atacando inclusive os engenhos de açúcar e ocupam terras onde constróem seus arraiais guerrilheiros. A guerra termina com a prisão de Vicente de Paula, em 1850, que foi levado para a ilha-presídio de Fernando de Noronha. 

Dados Gerais

Localização: Litoral Norte de Alagoas

Área: 335,0 Km²

População: cerca de 24.600 hab (IBGE 2004)

Clima: Tropical quente e úmido

Fuso horário: UTC-3

Latitude: -09.0044

Longitude: -35.1321

Altitude: 5 m

Temperatura Média: 27 graus

Bacias hidrográficas: formadas pelos rios Maragogi, Persinunga, dos Paus e Salgado

Padroeiro: Santo Antônio

CEP: 57955-000

Economia: Agricultura, Pesca e Turismo

Distância de Maceió: 125 Km

Distância do Recife: 125 Km

Acesso: AL 101 Norte (partindo de Maceió)

BR 101 Sul e PE 060 (partindo do Recife)

Prefeito: Marcos Madeira

Como Chegar

Aéreo

Por via aérea as principais portas de entrada para Maragogi são os aeroportos das capitais Maceió e Recife.

- Aeroporto Internacional do Recife (Gilberto Freire) - Pça. Senador Salgado Filho s/n°, Imbiribeira, Recife, Pernambuco - (81) 3464.4188

- Aeroporto Internacional de Maceió (Zumbi dos Palmares) - Rod. BR-104, Km 91, Tabuleiro, Maceió, Alagoas - (82) 3214.4000

Ligando estes aeroportos a Maragogi estão disponíveis serviços de transfers, que podem ser contratados nas empresas abaixo:

Estradas

Maceió

Tomamos como ponto de partida o bairro das Mangabeiras, na saída de Maceió pelo litoral. Ao todo são 125 quilômetros até Maragogi.

Maceió/Paripueira (25 Km) - Esta primeira parte da estrada começa no semáforo da confluência das Avenidas Gustavo Paiva e Juca Sampaio. Atravessando vários povoados, como Sauaçuhy, Riacho Doce e Garça Torta, este trecho é praticamente urbano.

Paripueira/Barra de Santo Antônio (10 Km) - Vale a pena visitar a praia de Sonho Verde, muito frequentada, com restaurante e lojas de artesanato. Ao longo deste percurso existem dois postos policiais e três lombadas eletrônicas.

Barra de Santo Antônio/São Luís do Quitunde (16 Km) - Na entrada de São Luís do Quitunde tem um posto policial.

São Luís do Quitunde/Matriz de Camaragibe (17 Km) - Daqui pra frente existem 2 opções. Uma delas é pegar a AL-135 logo após a Usina Santo Antônio e percorrer a Rota Ecológica, atravessando Passo de Camaragibe, Barra de Camaragibe, São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras, onde pode-se pegar a balsa que atravessa o Rio Manguaba e leva à Japaratinga.

Optando por continuar pela AL-101 Norte, a próxima cidade é Matriz de Camaragibe.

Matriz de Camaragibe/Porto Calvo (22 Km) - As curvas, algumas fechadas, continuam. É preciso cautela. No trajeto, dois postos de abastecimento.

Porto calvo/Japaratinga (20 Km) - Destaque para o grande platô por onde segue a estrada, por entre canaviais e falésias. Na época de safra é grande o tráfego de caminhões de cana. É preciso atenção. Na entrada de Japaratinga tem posto de abastecimento.

Japaratinga/Maragogi (9 Km) - Bonito trecho, onde a estrada passa rente ao mar. Após a ponte sobre o Rio Salgado já estamos no município de Maragogi e logo surge o povoado de São Bento, com sua bela praia e os famosos bolinhos de goma que são fabricados pelos moradores. Logo após a ponte sobre o Rio Maragogi fica a sede do município.

Maragogi/Divisa (15 Km) - Para percorrer toda a faixa litorânea do município segue-se em frente até a divisa com Pernambuco, passando por belas praias.

Recife

Tomamos como ponto de partida o Aeroporto dos Guararapes. Ao todo são 125 quilômetros até Maragogi.

Aeroporto/Cabo (22Km) - Neste primeiro trecho, logo após o viaduto no bairro de Prazeres, toma-se a nova BR-101 Sul até o município do Cabo de Santo Agostinho onde se pega a PE-60, onde inicia-se realmente a viagem pela Costa dos Corais.

Cabo/Suape (10 Km) - Aqui começa a PE-60, que vai até a divisa com Alagoas. Logo no começo (500 m) tem uma lombada eletrônica. No Km 6, fica o primeiro posto policial e a entrada para Gaibu. Continua a pista única até a entrada para o Porto de Suape. Nesse trecho existem dois postos de abastecimento e o asfalto está em boas condições.

Suape/Ipojuca (6 Km) - Neste ponto começa a mão dupla.

veja também