São Bento do Sapucaí (SP): a "Estância da Aventura"

São Bento do Sapucaí (SP): a "Estância da Aventura"

Atualizado: Quarta-feira, 3 Junho de 2009 as 12

É conhecido como "Estância da Aventura", oferece várias opções de lazer, como trilhas para caminhadas, passeios a cavalo, escaladas, ecoturismo, paraglider e o imperdível passeio à Pedra do Baú, um conjunto de rochas que se destaca na paisagem da estrada que leva a Campos do Jordão. É nessa estrada que se concentram também os restaurantes e pousadas.

A Pedra do Baú tem 1950 metros e o conjunto é formado pelas pedras do Bauzinho, Baú e Ana Chata, bastante procurada para trekking, vôo livre e alpinismo. O trekking até a Pedra do Baú pela face norte é difícil e tem duração aproximada de 1h30. Para chegar ao topo há uma escalada com 330 ganchos cravados na rocha. O outro acesso é mais próximo de Campos do Jordão. Pela face sul, a trilha até a Pedra do Baú é mais difícil, são 1h30 de caminhada e escalada com mais de 200 ganchos. Antes da subida, pode-se optar pelo trekking até a Pedra Ana Chata (duração de 30 minutos). A Pedra também é procurada para a prática de rapel.

Principais atrações

Aerotrilha: consiste numa trilha no meio da mata, composta de falsas baianas e tirolesas, inclusive passando por cima da Cachoeira do Lageado, uma das maiores da região.

Bairro dos Serranos: junto dos bairros Campestre e Toldi, Serranos apresenta diversas trilhas para os bikers. O relevo propício e a constância de passeios ciclísticos e eventos têm levado milhares de praticantes ao longo do ano às trilhas.

Cachoeira dos Amores: a cinco quilômetros da cidade, no bairro do Paiol Grande, a cachoeira é bastante freqüentada pela beleza de suas quedas, que formam pequenas piscinas naturais.

Pedra Ana Chata: montanha é procurada por trekkers e montanhistas pois, além de apresentar diversas trilhas para caminhada, tem uma subida que pode ser feita sem o uso de equipamentos. A pedra da Ana Chata tem em sua base uma espécie de labirinto natural, que leva à gruta escura.

Off-road: São Bento do Sapucaí também recebe anualmente provas de carros e motos, em trilhas mapeadas que levam a locais de natureza primitiva e ricas em história e cultura.

Parque Pesca na Montanha: a caminho da Pedra do Baú, na Estrada da Campista, há uma reserva ecológica com 500 alqueires e a 19 quilômetros do centro da cidade. No local são encontrados lagos para pesca, cachoeiras, trilhas para adultos e crianças, cavalos de aluguel, muro de alpinismo, arco e flecha, monitores especializados em ecoturismo, tanques de criação de trutas, loja de artesanato e atelier de artes com cursos variados.

Pedra da Divisa: adotada pelo escalador Eliseu Frechou como ponto de treinamento, a montanha é ótima para montanhistas em fase de aprendizado. Frechou mantém algumas vias de subida, com diferentes graus de dificuldade. A Pedra da Divisa está a quatro quilômetros do centro, no bairro dos Pinheiros.

Pedra do Baú: uma das formações rochosas mais conhecidas do estado, a Pedra do Baú é palco para diversos tipos de esportes. Com paredões verticais de até 350 metros, o local é visitado por pessoas interessadas em fazer caminhadas, escaladas e vôo livre. Existe uma rampa a 1.810 metros, que possibilita vôos com fortes térmicas, principalmente no inverno. Para os interessados em praticar montanhismo, existem 30 rotas de escalada até o cume, com 1.940 metros.

veja também