São Paulo abre nova central de informação turística

São Paulo abre nova central de informação turística

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 2:39

  Para atender melhor os cerca de 12 milhões de visitantes que desembarcam todos os anos na capital paulista, a São Paulo Turismo (SPTuris), empresa de promoção turística e eventos da cidade, inaugurou nesta segunda-feira (22), a oitava Central de Informação Turística (CIT) paulistana.

Localizada na praça da República, na região central da cidade, a nova central tem atendentes especializados e fluentes em inglês e espanhol, que irão orientar os turistas sobre atrações e serviços oferecidos pela cidade, tirar dúvidas, fornecer mapas, guias turísticos, folhetos com a programação cultural de São Paulo e materiais promocionais. A unidade funcionará diariamente das 9h às 18h.

Para o presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho, o sucesso obtido nos últimos anos no segmento de turismo em São Paulo está diretamente ligado ao bom atendimento dos visitantes. "Em uma cidade com tantos atrativos e que somente cresce em número de turistas, as centrais são muito importantes, porque ajudam a orientar os visitantes, não apenas com relação a pontos turísticos, mas até mesmo sobre meios de transporte e outras informações relevantes que muitas vezes não são encontradas tão facilmente pelos estrangeiros."

Além da central da República, São Paulo conta com outras sete unidades, espalhadas por locais como a avenida Paulista, o terminal rodoviário do Tietê, o Mercado Municipal e o aeroporto internacional de Guarulhos. Além dessas unidades, a SPTuris também monta centrais em alguns dos principais eventos da cidade.

De acordo com um levantamento da SPTuris, em 2010 as centrais atenderam quase 48 mil pessoas, sendo 63,6% estrangeiros, a maior parte vinda da Argentina, Estados Unidos, Espanha, Colômbia e Alemanha.

A pesquisa apontou ainda que os pontos turísticos mais procurados na cidade são o parque do Ibirapuera, o Museu de Arte de São Paulo (Masp), a avenida Paulista, o Mercado Municipal, o centro histórico, a catedral da Sé, o Museu da Língua Portuguesa, a rua 25 de março e o bairro da Liberdade.

veja também