São Paulo de A a Z

São Paulo de A a Z

Atualizado: Terça-feira, 18 Janeiro de 2011 as 1:14

Muita gente acha que São Paulo é só o que mostra o programa do Datena: crimes, enchentes e coisas do tipo. Mas não. Sampa é também uma ótima cidade para se visitar. Por isso, vou fazer aqui o A-Z da nossa querida Sampa, especialmente para os leitores de outras cidades. Ah, sempre lembrando que é sob o MEU ponto de vista. Podem concordar ou discordar, pois ;-)

A de... Anhagabaú - Situado no coração da cidade, o Vale do Anhangabaú, além de abrigar estruturas famosas, como o Viaduto do Chá, também se transformou numa enorme área de lazer. Foi lá que o histórico comício das Diretas-Já, em 1984, reuniu 1 milhão de pessoas.

B de... Bexiga - Vamos concordar que não é nada bonito ver aquelas roupas estendidas nas janelas dos cortiços, mas o Bexiga sempre oferece uma boa massa para compensar seu lado feio.

C de... Congonhas - Dizem que o aeroporto é perigoso, que fica no meio da cidade, que não tem área de escape e tudo mais. Mas pergunte para um paulistano se ele prefere voar de Congonhas ou de Guaraulhos e 9 entre 10 responderão Congonhas. Sua sigla é CGH. Só lamento que as modernas pontes de embarque tenham acabado com o charme que era subir ou descer da escadinha do avião na pista.

D de... Datena - Pois é. Não é que o apresentador da Band acabou sendo um porta-voz dos assuntos mais polêmicos e trágicos da grande metrópole?

E de... exposições - Sampa é uma cidade de serviços e negócios que proporciona também muito lazer para quem a visita. A maioria das pessoas que vêm a São Paulo estão à procura de algum bom negócio ou oportunidade numa das várias exposições que a cidade abriga. Do Salão do Automóvel ao Boat Show, do acervo permanente do Masp ao milhares de livros expostos na Bienal, aqui é o lugar certo para quem quer expor e ser visto.

F de... Figueira - Considero o restaurante Figueira um ícone da cidade, pois, além de representar centenas de boas casas, tem um ambiente espetacular. Para os olhos atentos, Sampa é uma cidade bastante arborizada, e aquela árovre do Figueira é o máximo.

G de... Gays - Não existe nenhuma cidade do mundo onde os gays se sentem tão livres como em Sampa, onde a Parada Gay reúne mais de 2 milhões de pessoas.

H de... Higienópolis - Aquele simpático bairro pertindo do centro da cidade conserva hábitos de outrora, como o passeio a pé pelas calçadas, a padaria da esquina e tudo que o transformou em casa de muitos paulistanos famosos.

I de... Ibirapuera - Pulmão da cidade é pouco. O Parque do Ibirapuera é um dos locais prediletos do paulistano. Com pistas de bicicleta e cooper, instalações da Bienal, a Oca cultural e dois bonitos lagos, o Ibirapuera é o lugar mais democrático da cidade. Quer correr? Vá lá. Quer passear? Vá lá. Quer relaxar? Vá lá. Quer passear com seu cão? Vá lá.

J de Jardins - Os endereços mais elegantes e badalados ficam nas ruas sempre movimentadas do Jardim Europa, do Jardim Paulista e do Jardim América. É conhecida como a "Manhattan Paulista" devido às suas butiques.

K de... Km de trânsito - O paulistano é um viciado em trânsito. A qualidade de vida da cidade muitas vezes é medida pela quantidade de km de trânsito. Existem duas medições. Uma oficial, da CET (Companhia de Engenharia de träfego) e outra mais completa, da Rádio Sul-América Trânsito, que fica 24 horas por dia falando de... km de trânsito!

L de... Liberdade - Desde que os primeiros imigrantes japoneses chegaram a São Paulo, a bordo do navio Kasato Maru, em 1908, a cidade sempre se mostrou acolhedora. Em retribuição, os japoneses brindaram a cidade com a beleza oriental, a feira, as lojas e os restaurantes do bairro da Liberdade.

M de... Mooca - Muitos bairros tentam ser a cara de São Paulo, que de certa forma conseguem, pois a cidade cosmopolita tem mil caras. Mas nenhum é tão emblemático quanto a Mooca, onde ainda se acham descendentes de imigrantes italianos que jamais perderão o sotaque.

N de... Network - Poucas cidades do mundo oferecem tantas possibilidade de "network" entre profissionais do que a capital paulista, que abriga 11 milhões de pessoas somente em seu município. Mas se forem consideradas todas as cidades que fazem parte da Grande São Paulo, a população sobe para 19 milhões. Só fica sozinho ou sem fazer nada quem realmente não quiser se relacionar.

O de... O Estado de S. Paulo - Também conhecido como Estadão, o jornal O Estado de S. Paulo, com sua sede fincada na Marginal do Tietê, é um lembrete aos que passam sobre a pujança dessa cidade que quen produz notícias como nenhuma outra no Brasil.

P de... Pacaembu - Podem fazer estádios de 150 000 ou até 200 000 lugares, mas o velho Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, encravado no vale do bairro Pacaembu, é ainda o preferido dos paulistanos. Uma pena que tenha ficado fora dos planos da Copa do Mundo de 2014, pois corre o risco de desaparecer por falta de uso. Corinthians e Santos são os seus principais utilizadores.

Q de... Quintanilha - Na falta de alguma coisa para colocar na letra Q, coloco meu nome, afinal sou um dos milhões de pessoas que vierem de outras cidades para tentar a sorte em São Paulo, e a cidade me recebeu de braços abertos.

R de... Rita Lee - Como discordar do baiano Caetano Veloso em sua música/poema "Sampa", fazendo um mea-culpa? "Ainda não havia para mim Rita Lee, a sua mais completa tradução, alguma coisa acontece no meu coração, e só quando cruzo a Ipiranga e a Avenida São João."

S de... Sé - A catedral fincada no marco zero de São Paulo tem uma rica história de luta contra a ditadura do período pós 1964, mas também oferece uma bela arquitetura e um belíssimo domo. Sua história começou em 1589, mas só foi completada em 1616.

T de... Tietê - É feio. Não, é horroroso. Não, é um doente. Um pobre. Cortando a cidade nas zonas Leste e Oeste, o Rio Tietê é um dos maiores ícones da grande metrópole. Ainda não perdi a esperança de que um dia esse rio, que começa límpido no interior, seja recueprado pelo e para o povo paulistano.

U de... USP - O imenso terreno onde está instalada a Faculdade de São Paulo é um patrimônio da cidade. Para além dos milhares de estudantes que saem de lá com um diploma valorizado e muito ensinamento na cabeça, a USP - que pertence ao Estado de São Paulo - ainda oferece áreas de lazer para a população. Sua graduação é formada por 229 cursos, dedicados a todas as áreas do conhecimento, distribuídos em 40 unidades e oferecidos a quase 56 000 alunos.

V de... Viaduto do Chá - Eis um monumento que não apenas ligou dois importantes pontos da cidade, sobre o Vale do Anhangabaú, como também entrou para o folclore paulista. Muitos emigrantes, em sua boa fé, deram dinheiro a espertalhões que "vendiam" o Viaduto do Chá, inaugurado em 1892. Um delito que extrapolou a cidade e foi realizado até em lugares muito distantes de São Paulo.

W de... Stúdio W - O ateliê criado pelo cabeleireiro Wanderley Nunes acabou se transformando em ícone de gente bonita. Muitos famosos cortam o cabelo lá. Não é nada barato, mas vale a pena. Ele fica em dois shoppings: Iguatemy e Higienópolis.

X de... Xodó Paulista - Escolhi por causa da letra esta casa que, além de padaria, tem delivery, confeitaria, empório, pizzaria, restaurante e rotisseria, tudo isso em um ambiente com ar-condicionado e equipe de segurança. Fica na Alameda Ministro Rocha Azevedo, 251, Cerqueira César, e representa milhares de outros pontos assim. Afinal, uma das diversões do paulistano é beber uma cervejinha na padoca.

Y de... Yakissoba - O popular prato de macarrão japonês se tornou tão popular como outros pratos ocidentais. Pode ser encontrado não apenas na Liberdade, mas em qualquer restaurante japonês em toda parte da cidade.

Z de... Zonas - Poucas cidades têm sua vida tão dividida em zonas como São Paulo. A Zona Norte é o portão de entrada para os milhares de imigrantes ou turistas que chegam de ônibus, pois é lá que fica a Rodoviária do Tietê. A Zona Leste é considerada a mais popular e histórica. O Memorial do Imigrante, no bairro do Brás, foi construído em 1887 para receber os recém-chegados de diversos países, e ainda guarda objetos, fotos e documentos da época. A Zona Sul, considerada a mais nobre, abriga o aeroporto de Congonhas e a maioria das casas de lazer da cidade. Finalmente,a Zona Oeste é a mais cultural. Conjuntos arquitetônicos famosos fazem do Sesc Pompéia, Instituto Tomie Ohtake e Memorial da América Latina atrações imperdíveis. O “centro cultural” Vila Madalena, ao ar livre, também vale a pena.

veja também