São Paulo e Nova York fecham acordo de cross promotion

São Paulo e Nova York fecham acordo de cross promotion

Atualizado: Segunda-feira, 4 Abril de 2011 as 8:27

A NYC & Company e SPTuris (São Paulo Turismo) – respectivamente responsáveis pelo marketing e promoção de turismo das cidades de Nova York e São Paulo – fecharam esta semana um acordo de promoção mútua para aumentar o tráfego de turistas entre os dois destinos em 2011. A parceria histórica entre a maior metrópole da América Latina e a “Capital do Mundo” foi selada pelo presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho, e pelo CEO da NYC & Company, George Fertitta, durante coletiva de imprensa no Hotel Emiliano, em São Paulo, que também contou com a presença do presidente da Embratur, Mário Moysés.   Entre as diversas ações de cross promotion previstas estão a troca de publicidade online, suporte mútuo no departamento de comunicações e compartilhamento de marketing de promoção turística em seus respectivos mercados. A primeira ação começou na última terça-feira, quando foram lançadas tarifas especiais da American Airlines para o trecho NYC/SP-SP/NYC*. As ofertas são por tempo limitado com passagens custando US$ 1099 para ida e volta, tanto de SP para NY, quanto da cidade americana para a capital paulista. Os valores são válidos somente para viagens adquiridas até 8 de abril, e ocorridas até 30 de setembro no aeroporto de Guarulhos e em Nova York (La Guardia, JFK e Newark). Além disso, a American oferece voos sem escalas a partir de São Paulo, Rio de Janeiro e conexões em Belo Horizonte, Brasília, Recife e Salvador.

“É uma parceria inédita e inovadora entre as duas capitais do mundo. O mercado norte-americano é o primeiro emissor de turistas para a cidade de São Paulo, com mais de 340 mil visitantes em 2010 que aqui deixaram cerca de U$ 600 milhões. Quando falamos de Brasil, EUA são o segundo maior país emissor, com 603 mil visitantes, atrás apenas da Argentina. Ou seja, pouco mais de 50% do fluxo dos EUA vem para o Brasil via São Paulo ou diretamente para a capital paulista. Parcerias como essa são importantes para São Paulo não só pelo valor econômico que movimentam, mas pela troca de experiências com uma cidade que, assim como a capital paulista, usa as diversas economias criativas para atrair turistas e gerar riquezas”, diz Caio Luiz de Carvalho, presidente da São Paulo Turismo.

Por outro lado os “brasileiros procuram por destinos dinâmicos e efervescentes, um estilo de viagem que se parece com seu próprio perfil”, ressalta George Fertitta, CEO da NYC & Company. “O Brasil é o maior emissor da América Latina, o que, na prática, significa duas vezes mais turistas do que recebemos da Argentina, o segundo maior mercado da região. Paulistanos em particular são os que se sentem mais atraídos pela similaridade cultural, grandes eventos, diversidade gastronômica e pelo ritmo parecido das suas cidades.”

A ação já está sendo divulgada no site cidadedesaopaulo.com e no nycgo.com. Foram criadas páginas especiais em português para quem entra com o IP brasileiro no site de NY e em inglês para o público norte-americano que acessar o site da São Paulo Turismo. Além disso, informações sobre o que fazer nas cidades, itinerários, circuito cultural e de compras também farão parte dos hotsites de incentivo, que ficarão no ar até 8 de abril de 2011.

“As tarifas especiais vão aumentar ainda mais o turismo entre Brasil e Nova York. Atualmente, operamos 77 frequências semanais em seis cidades brasileiras. E nosso compromisso é continuar a crescer mais ainda, como estamos fazendo nos ultimo 20 anos”, afirma o diretor da de marketing da American Airlines, Dílson Verçosa.

A escolha das cidades foi decisiva pela importância que ambas projetam no cenário mundial, já que Nova York e São Paulo são duas importantes capitais financeiras, industriais e comerciais. O secretário de Assuntos Econômicos da administração Bloomberg, Robert K. Steel, fez essa comparação ao enaltecer o alcance que ambas terão ao trabalharem juntas. “Nossa perspectiva é que o número de turistas aumente de forma considerável e mais negócios sejam originados a partir dessa parceria. O impacto econômico do turismo em Nova York no ano passado foi estimado em US$ 46,5 bilhões, gerando 320 mil vagas de emprego.”

A parceria anunciada hoje ocorre um dia após o CEO da NYC & Company, George Fertitta, ter palestrado em um evento de tendências de turismo que ocorre até o fim do dia de hoje na capital paulista e uma semana após trazer sua primeira missão de vendas a São Paulo, desde a abertura de seu escritório representativo no Brasil, em 2007. Todos esses acontecimentos, aliados à recente partida de Obama, uma semana atrás, e ao fato de que esta é a segunda coletiva que Fertitta concede à imprensa após ter sido indicado como membro do Conselho de Promoção do Turismo Nacional do presidente Barack Obama, são de grande magnitude para a promoção do destino no país. Especialmente pelo objetivo estratégico de George Fertitta no cargo, que é o de aumentar e facilitar a entrada de turistas estrangeiros nos EUA.  

veja também