SBTur é empresa pioneira de turismo na adesão do projeto Lixo Zero

SBTur é empresa pioneira de turismo na adesão do projeto Lixo Zero

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 9:22

Pensando na preservação do meio ambiente e no bem estar de todos, o SBTur (Sistema Brasileiro de Turismo) deu início ao Projeto Lixo Zero, que prevê que materiais, muitas vezes descartados no lixo comum ou levados para reciclagem sujos e misturados, sejam encaminhados para usinas e fábricas que os utilizam como matéria prima. Pioneiro, o SBTUR é a primeira empresa de turismo mundial a aderir ao Lixo Zero, realizado em parceria com a Novo Ciclo, idealizadora do projeto.

De fácil execução, o Lixo Zero necessita apenas a implementação de uma revisão de conceitos e de condições para que cada pessoa possa agir de forma a diminuir seu impacto sobre o planeta. “A sustentabilidade está no centro da nossa estratégia, por isso o SBTUR se empenha em estabelecer uma relação correta com a sociedade e o meio ambiente. O Lixo Zero é um grande passo que damos, assumindo assim nossa parcela de responsabilidade”, comenta o diretor de operações do SBTur, Cristóvão Loureiro. Segundo ele, a empresa recebeu treinamento adequado e instalação de novos equipamentos que irão auxiliar na elaboração do trabalho. "O primeiro passo do SBTur é eliminar o lixo. O próximo é implantar também o projeto Carbon Free. E esse tipo de projeto não é nada menos que uma obrigação nossa para com o mundo", completa o presidente do Sistema Milton Zuanazzi.

A implantação do Lixo Zero é uma vantagem para as empresas e cidades, pois o não-reaproveitamento de resíduos traz além de problemas ambientais, prejuízos financeiros. Somente no município de Florianópolis são gastos cerca de R$ 3,5 milhões para enviar o lixo produzido na cidade ao aterro sanitário localizado no município vizinho, Biguaçu. Segundo o presidente da Novo Ciclo, Rodrigo Sabatini, essa preocupação com a reciclagem é apenas uma questão de hábito. "Quando uma garrafa ou um copo de plástico passa a ser lixo? Quando ela perde a utilidade e nós a sujamos, misturamos com comida, com sujeira. O primeiro passo é se organizar. Se não tem lixo, não tem razão para ter lixeira. Organização do material e destino correto é só o que precisamos fazer. É uma questão de educação", afirma.  

veja também