Secretário de Turismo de Monte Verde recebe prêmio por Gestão Turística

Secretário de Turismo de Monte Verde recebe prêmio por Gestão Turística

Atualizado: Terça-feira, 1 Junho de 2010 as 10:12

O secretário de turismo de Monte Verde, Gustavo Arrais, recebeu na última quinta-feira, 27 de maio, o troféu por Melhor Gestão Turística do País, do Programa Regionalização do Turismo Brasileiro, realizado pelo MTur (Ministério do Turismo). O programa contemplou nove categorias, sendo que quatro prêmios foram para Minas Gerais.

Para conquistar o título, a pequena vila de Monte Verde enfrentou candidatos de peso como Rio de Janeiro (RJ), Foz do Iguaçu (PR), Gramado (RS) entre outros destinos. De acordo com Gustavo Arrais, o prêmio é resultado de cinco anos de trabalho da Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde, que batalhou por melhorias na infraestrutura da vila como o asfaltamento da estrada que dá acesso a Monte Verde e a construção de calçadas mais largas para melhorar o trânsito dos pedestres.

"Estamos muito satisfeitos com esse prêmio e consideramos uma vitória justa. Monte Verde tem média anual de oito mil visitantes por dia. Para atender com conforto a esses turistas temos mais de 190 hotéis e pousadas, cerca de cem restaurantes e inúmeras opções de lazer para casais, famílias e grupos de amigos" afirma o secretário de turismo.

Para estar entre os casos de sucesso de gestão turística do município, Monte Verde preencheu uma série de requisitos, entre eles: fazer parte de uma região turística do Programa de Regionalização do Turismo - Roteiros do Brasil; ter órgão oficial de turismo instituído, quer seja uma secretaria municipal, um departamento situado numa secretaria, uma fundação, uma agência ou empresa municipal de turismo; ter recursos destinados exclusivamente ao turismo, no orçamento do órgão oficial de turismo; ter colegiado local de turismo (conselho, fórum ou outro tipo de colegiado) que agrupe numa rede de colaboração um conjunto de atores do poder público, privado e terceiro setor que esteja em funcionamento e seja atuante; ter realizado e/ou atualizado o planejamento do turismo para o município nos últimos três anos; ter realizado o inventário da oferta turística e/ou atualizado nos últimos dois anos.

veja também