Serão promovidos 50 destinos turísticos para a Copa

Serão promovidos 50 destinos turísticos para a Copa

Atualizado: Quinta-feira, 29 Setembro de 2011 as 10:36

Durante a Copa do Mundo de Futebol FIFA 2014, três milhões de turistas brasileiros e 600 mil visitantes estrangeiros farão oito milhões de viagens para conhecer os atrativos do país.

Para que as lembranças desses viajantes não se restrinjam às partidas de futebol, o Ministério do Turismo (MTur) e o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) vão promover 50 destinos turísticos com o objetivo de irradiar os visitantes das 12 cidades-sede para essa regiões.

Os estudos começaram na tarde desta quinta-feira (15), em reunião entre representantes do MTur e da Embratur. O primeiro passo é analisar quais destinos complementam a oferta turística das cidades-sede.

A próxima fase prevê a apresentação das atrações aos operadores de turismo brasileiros e aos governos dos estados envolvidos no projeto. O estudo vai considerar aspectos mercadológicos, logísticos e estruturais.

“Queremos incluir no roteiro dos turistas da Copa alguns destinos brasileiros menos conhecidos. Há muitas referências sobre Rio de Janeiro e Salvador, então nossa intenção é convidar o visitante a conhecer a Chapada Diamantina e a Região Serrana Fluminense, por exemplo, já que estarão nessa região”, explica Ana Clévia Lima, coordenadora-geral de Regionalização do MTur.

A ideia é oferecer aos torcedores rotas diferenciadas, de curta duração, que reúnam a diversidade dos atrativos turísticos brasileiros e que possam ser percorridas em pouco tempo por estradas ou em vôos curtos. O objetivo da medida é facilitar a visitação de regiões próximas das cidades-sede, alavancando o mercado de turismo nos arredores dos grandes pólos receptivos da Copa.

O levantamento da oferta turística que integrará o estudo é resultado de um cruzamento de informações sobre os 65 destinos indutores do desenvolvimento turístico regional e dados fornecidos pela Embratur sobre turismo internacional. Serão contemplados atrativos dos segmentos cultural, histórico, gastronômico, ecológico, de aventura e litorâneo.

veja também