Serra Negra-SP oferece roteiros para todos os gostos

Serra Negra-SP oferece roteiros para todos os gostos

Atualizado: Quarta-feira, 7 Julho de 2010 as 10:26

Que tal incluir o município de Serra Negra no seu roteiro de viagem? Se você quer viajar - mas ainda não sabe que destino seguir - a cidade é uma excelente opção. Com uma boa e bem estruturada rede de hotéis, Serra Negra encanta qualquer tipo de turista - desde os amantes da natureza que vão em busca de cachoeiras e trilhas para a prática de esportes de aventura, como pelos casais e até famílias com crianças que buscam contato com a natureza.

Rodeada por montanhas da Serra do Mar, a cidade que fica a 927 metros de altitude, tem vegetação exuberante e clima agradável com temperaturas amenas. O inverno é a época em que o movimento dos turistas aumenta, atraídos pelos artigos de malha e couro. Para os aventureiros de plantão não existe um período específico: durante o ano todo podem ser praticados esportes radicais e o turismo rural.

Localizada na Serra da Mantiqueira, Serra Negra ganhou o nome de Cidade de Saúde graças à qualidade comprovada de suas águas terapêuticas. As propriedades medicinais foram detectadas pela primeira vez em 1928. Os altos níveis de radiação natural na água são benéficos ao organismo e indicados pra tratamento de doenças musculares, reumatismo, problemas de pele e relaxamento.

O Parque das Fontes, no coração da cidade, preserva duas fontes de águas medicinais: a fonte dos Italianos e a fonte São Carlos. Ao todo, existem dez fontes de água radioativa - a maioria no centro urbano. Se você quiser relaxar, vá até o balneário municipal, que oferece serviços de massagem, fisioterapia e banhos.

Em Serra Negra, você poderá fazer um passeio de teleférico que leva ao principal ponto turístico da cidade, o Cristo Redentor - uma estátua com 18 metros de altura. Também pode apreciar um passeio de trenzinho, que faz um city tour, passando por diversas praças, fontes e ruas principais. Ainda na área urbana, outra dica é a Disneylândia dos Robôs, onde podem ser encontrados robôs feitos de sucatas que se mexem por meio da interação com visitantes. As máquinas vão desde miniaturas até gigantes com quase dois metros de altura.

Outra sugestão é conhecer as igrejas Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito. A primeira é uma antiga capela da cidade que deu lugar à matriz em 1916.  Foi reformada nos anos 60 para manter seu estilo arquitetônico Toscano-Lombardo. As pinturas murais de quadros sacros são obras do professor Pedro Nardi e dos irmãos Bastiglia. A igreja São Benedito é mais nova: foi construída em 1910. A pintura foi feita pelo artista da cidade, Cid Serra Negra, no estilo-barroco impressionista.

Se optar pelo turismo rural, você poderá visitar propriedades que desenvolvem o plantio do café e cultivo de diversos produtos orgânicos, além da fabricação de vinhos e queijos. Se quiser tomar um banho de cachoeira, a dica é a Cachoeira dos Sonhos. Embora seja propriedade particular, é aberta ao público. O local conta com quatro piscinas de nascente e queda d'água, trilha ecológica com escalada até o topo das cachoeiras. É ideal para passar o dia, descansando e saboreando porções servidas na lanchonete instalada em uma grande varanda.

Visite também o parque represa Dr. Jovino Silveira, uma área de lazer onde está localizada a fonte Nossa Senhora de Lourdes. O local é muito procurado por aqueles que gostam de observar pássaros e pelos praticantes do trekking.

Festival de inverno

Em julho, será realizado o festival de inverno da cidade. Serão 30 dias de eventos que somam 250 apresentações culturais, em sua maioria, gratuitas. Peças de teatro, apresentações de balé, feira de artesanato, workshops, palestras e fóruns culturais, bandas instrumentais, chorinho, orquestras, e muito mais.

Ciclismo

Se você gosta de dar umas pedaladas, pegue sua bike e participe de três eventos do projeto Pedalar Faz Bem que serão promovidos pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

O primeiro acontecerá no dia 15 de julho, às 19h30, e será um passeio até o Morro do Cristo. O percurso é íngreme e de paralelepípedo, o que exigirá muito preparo físico do ciclista. No dia 18, será realizado o Passeio nas trilhas da serra. O percurso pela zona rural da cidade é de aproximadamente 35 quilômetros. O último será o Passeio Ciclístico Noturno da Lua Cheia, no dia 27.  O roteiro seguirá pela estrada principal - parte do caminho é asfaltado e outra é de terra.

O ponto de encontro dos três eventos é a praça John Kennedy, em frente ao Paço Municipal.

Como chegar

Localizada a 153 quilômetros da Capital, você tem três opções para chegar a Serra Negra. A primeira é pela via Anhanguera. Entre após passar por Jundiaí no km 61 e siga em direção à Itatiba. Chegando em Itatiba, na segunda rotatória vire à direita e siga sentido Morungaba, passe por Morungaba e vá em direção a Amparo - Serra Negra. Outra opção é pela rodovia dos Bandeirantes. Na saída 59, entre após o Restaurante Lago Azul à direita, sentido Itatiba, siga em frente no trevo de Itatiba, passe por Morungaba e siga no sentido Amparo - Serra Negra. Se você preferir, vá pela rodovia Fernão Dias, passe por Mairiporã e Atibaia, entre em Bragança Paulista, Socorro, Lindóia e Serra Negra.

Para conferir como está o trânsito nas estradas, acesse os sites da Secretaria Transportes (http://www.transportes.sp.gov.br) e do DER (http://www.der.sp.gov.br). O internauta pode ver o fluxo graças às 33 câmeras espalhadas pelo Estado que transmitem imagens em tempo real.

veja também