Setor do turismo é alavanca para a sustentabilidade

Setor do turismo é alavanca para a sustentabilidade

Atualizado: Quinta-feira, 16 Abril de 2009 as 12

Medidas de responsabilidade ambiental, como valorizar e conhecer a cultura local onde será realizado o empreendimento turístico, são os primeiros passos para o bom desenvolvimento do negócio. "Esta é uma ação simples, que pode ter efeitos representativos no empreendimento", afirmou o consultor Cássio Oliveira em evento "Rentabilidade e Qualidade Ambiental para Empreendimentos Turísticos", realizado nesta quarta-feira pela Fecomercio.

Oliveira também destaca que os empreendedores estão mais conscientes sobre os impactos negativos gerados pela degradação do meio ambiente. "A tendência é de valorização do meio ambiente com práticas de responsabilidade social", afirma. Segundo Oliveira, o setor já percebe que se o território onde o projeto turístico for planejado com responsabilidade social, deve gerar o desenvolvimento da comunidade de entorno, estimulando a se engajarem e a se beneficiarem com o empreendimento.

Para a advogada Constança Madureira, o setor hoteleiro é uma importante forma de investimento, com rentabilidade garantida. "A matéria-prima do hotel é o meioambiente, que hoje é o foco dos investimentos para manter sua preservação”, diz. Segundo Constança, as construções estão voltadas para a sustentabilidade, como o prédio verde, o qual o investimento em responsabilidade ambiental gira entre 1% e 4% do custo total da obra. "Esses recursos têm retorno rápido, pois há economia de lixo, água e energia”, explica.

Constança salienta a importância do consultor jurídico para este tipo de projeto e defende a disseminação de incentivos fiscais para estimular condutas não-poluidoras. Este é um dos temas tratados dentro da cartilha "Empreendimentos Turísticos - Sustentabilidade e qualidade ambiental: como equilibrar esta equação?”, elaborada pela Fecomercio em parceria com a advogada lançada durante o evento.

Segundo a advogada, o conceito de meioambiente é bem mais extenso do que se concebeu na Constituição de 1988. O modelo de conservação para o desenvolvimento ambiental veio dos EUAs na década de 70. Na época, começava a preocupação mundial com o planeta. Hoje, existem diversas opções para contribuir com o meioambiente, como a emissão de créditos de carbono para compensar a liberação de CO2 de cada obra construída. "Todos os poluentes liberados podem ser revertidos em plantações de árvores".

veja também