TAM anuncia US$ 3,2 bilhões em investimentos para 34 novas aeronaves

TAM anuncia US$ 3,2 bilhões em investimentos para 34 novas aeronaves

Atualizado: Segunda-feira, 28 Fevereiro de 2011 as 3:26

A TAM vai aumentar progressivamente na renovação e expansão da sua frota atenta à evolução do mercado e aumento no tráfego de passageiros e carga dentro dos próximos 20 anos. Com investimentos anunciados de US$ 3,2 bilhões, serão adquiridos 34 novos aviões fabricados pela europeu Airbus e a americana Boeing.

Serão 32 aeronaves, com 22 do novo modelo A320 e dez da família A320, com entregas previstas entre 2016 e 2018 e dois Boeing 777-300ER que virão em 2014 quando, somados aos outros pedidos confirmados, serão 12 aeronaves deste porte, com ampla utilização nas rotas de longo alcance.

“Os novos aviões da Airbus e da Boeing nos ajudarão a reduzir o consumo de combustível e a emissão de poluentes, tornando nossas operações cada vez mais eficientes, mantendo os altos níveis de segurança da companhia. Isso significa benefícios econômicos para nossos clientes e mais respeito ao meio ambiente”, diz Líbano Barroso, presidente da TAM Linhas Aéreas, relacionando os avanços tecnológicos apresentados pelos modelos encomendados.

Para o presidente da holding TAM S. A., Marco Antonio Bologna, o investimento de US$ 3,2 bilhões em novas aeronaves é mais um exemplo da crença do grupo na manutenção do atual ciclo de crescimento da economia brasileira e na solução das questões de infraestrutura, fundamental para a expansão sustentável do transporte aéreo. “A TAM, como grupo de multinegócios ligados à aviação, está bem posicionada para contribuir com investimentos relevantes no setor.”

A frota atual da TAM A conta com 152 unidades e média entre 6 e 7 anos, uma das mais novas do mundo, equipada com as mais avançadas opções de equipamentos e software. São 140 modelos da Airbus (26 A319, 86 A320, 8 A321, 18 A330 e 2 A340), 7 da Boeing (4 B777-300ER e 3 B767-300) e 5 ATR-42, utilizados pela Pantanal. O plano de frota da companhia prevê encerrar este ano com 156 aeronaves e chegar à marca de 182 até o final de 2015.

A companhia anunciou também na manha de hoje (28), a sua receita bruta de 2010, ano no qual movimentou R$ 11,8 bilhões e obteve um lucro liquido de R$ 637,4 milhões.

veja também