Temporada das baleias na costa baiana está aberta

Temporada das baleias na costa baiana está aberta

Atualizado: Terça-feira, 22 Setembro de 2009 as 12

Entre os milhares de turistas que visitam a Bahia, alguns muito especiais se destacam por atracar nos meses de julho a novembro, atraídos pelas águas quentes e tranquilas da costa do estado. São as baleias jubarte (Megaptera novaeangliae), mamíferos de até 16 metros de comprimento e que chegam a pesar 40 toneladas. Cosmopolitas, elas vêm das águas gélidas da Antártida e enfrentam uma viagem de três meses para chegar ao lugar que elegeram como o melhor ponto do Atlântico Sul Ocidental para passar a sua lua-de-mel.

Em locais paradisíacos como Praia do Forte, Abrolhos, Itacaré e Morro de São Paulo, encontram o cenário ideal para a reprodução e para as primeiras aventuras de seus filhotes. O melhor de tudo: os ecoturistas podem assistir a tudo isso de camarote. É possível se aproximar delas - seguindo uma série de cuidados - e observar alguns de seus hábitos. Em setembro e outubro, meses de maior concentração de animais, é comum encontrar mães com seu filhote em águas rasas, relativamente perto da costa. Um verdadeiro espetáculo.

O turismo de observação é uma das atividades ecoturísticas que mais crescem no mundo, por permitir aos turistas o contato sustentável com os animais em seu habitat natural. Os pesquisadores do Instituto Baleia Jubarte aproveitam os cruzeiros do turismo de observação de baleias para colher dados científicos, observar o comportamento das jubarte e sua interação com as embarcações. “Atualmente o turismo de observação de baleias é a principal ferramenta dos ambientalistas para garantir o fim da caça às baleias. Além disso, representa um importante instrumento de conservação de diversas espécies de cetáceos, agregando o valor econômico dos animais diretamente à sua proteção e conscientizando a sociedade em geral”, afirma Sergio Cipolotti, biólogo do IBJ.

Atenção às regras

A cada ano, mais baleias chegam à costa brasileira e o aumento do turismo de avistagem pode perturbar seu ciclo reprodutivo. Para evitar problemas, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) baixou a portaria 117, em dezembro de 1996, estabelecendo normas para a observação em águas brasileiras.

As principais recomendações são:

Não aproximar as embarcações de qualquer espécie de baleia, com o motor engrenado. Os barcos devem ficar a cem metros de distância do animal e desligar o motor se o animal se aproximar voluntariamente. Não seguir qualquer baleia por mais de 30 minutos, com o motor ligado, ainda que respeitadas as distâncias. Não interromper, tentar alterar ou dirigir o curso de deslocamento de cetáceos (baleias e golfinhos) de qualquer espécie. Não dividir ou dispersar grupos nem produzir ruídos excessivos a menos de 300 metros do animal. Não despejar qualquer tipo de detrito. Evitar aproximação, caso outra embarcação esteja próxima do grupo ou indivíduo em observação. - Não mergulhar ou nadar junto das baleias. Mais informações: os interessados em participar dos cruzeiros de “whalewatching”, no litoral da Bahia, podem entrar em contato com as seguintes operadoras, que trabalham em parceria com o IBJ. Praia do Forte: Porto Mar Passeios Turísticos: (71) 36760101 (passeios de 3 a 4h – R$155 adulto e R$90 crianças de 6 a 10 anos) www.portomar.com.br Rua Aurora 1, Praia do Forte, Município de Mata de São João . Itacaré: Domingos Paulo da Silva: (73) 91222810 (passeios de 3 a 4h – R$100 por pessoa). www.itajubarte.com.br e-mail: [email protected] Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. Caravelas: Abrolhos Turismo: (73) 3297- 1149 e (73) 3297-1332 (passeios de 6h – R$230 grupo 4 pessoas) e-mail: [email protected] Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. Morro de São Paulo: Rota Tropical Turismo (75) 36521284 (passeios de 4h – as R$120 por pessoa) www.morrodesaopaulobrasil.com.br Instituto Baleia Jubarte www.baleiajubarte.com.br Tels: (71) 3676-1463 / 8127- 8983 (73) 3297-1340 / 8102-4058 Foto: Projeto Tamar - Enrico Marcovaldi

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também