Tóquio é uma das mais fascinantes metrópoles: você nunca viu nada igual

Tóquio é uma das mais fascinantes metrópoles: você nunca viu nada igual

Atualizado: Quinta-feira, 24 Fevereiro de 2011 as 2:42

Com o equivalente à população total da Califórnia espremida numa área um pouco menor do que o Havaí, Tóquio transformou-se da capital destruída pelas bombas da Segunda Guerra no coração de uma das maiores economias mundiais em pouco mais de 50 anos. Depois de uma estagnação econômica de dez anos, a cidade finalmente voltou a crescer, e novos projetos e construções, como o Roppongi Hills e o Tokyo Midtown, mudam a paisagem de uma cidade que nunca é igual por dois dias seguidos. E, enquanto se prepara para sua candidatura como sede olímpica em 2016, Tóquio continua sendo a combinação perfeita do Japão tradicional e do que há de mais moderno disponível no mundo.

Em Tóquio, a eficiência dos serviços urbanos e a segurança da cidade surpreendem até o mais viajado dos turistas. A cidade conta com o mais eficiente sistema de transporte do mundo, com trens, ônibus e metrôs que funcionam assustadoramente no horário, e policiais que, por causa da baixíssima criminalidade, gastam mais do seu tempo dando informações turísticas do que caçando bandidos.

Por outro lado, a modernidade desaparece nas ruelas cercadas de casas tradicionais de madeira, nos caixas eletrônicos que fecham às cinco da tarde e no comércio que ainda reluta em aceitar cartões de crédito. Para o turista, passa longe de ser uma cidade de fácil navegação: as ruas não têm nome, prédios e casas não têm números e há pouquíssimas informações em inglês. Mas, em compensação, é uma cidade limpa, segura e cheia de gente simpática e educadíssima, que sempre sai do próprio caminho para ajudar alguém perdido.

A gigantesca metrópole parece se espalhar numa área quase sem fim. A região central é formada por 23 prefeituras distintas, ou ku (Minato-ku, Shibuya-ku, Shinjuku-ku, etc.), e a metrópole conta ainda com mais 26 "cidades" ou shi, situadas na região oeste (Chofu-shi, Musashino-shi, Tama-shi, etc.). Quando se fala em toda região metropolitana, geralmente incluem-se também as áreas de Chiba, Kanagawa e Saitama, por onde Tóquio também se estende. A região central é circundada pela linha de trem Yamanote, a principal e mais importante da cidade. É dentro dela que você vai encontrar todas as maiores atrações e o que Tóquio tem de melhor.

Prepare-se, você nunca esteve num lugar como Tóquio. Milhares de letreiros iluminam a cidade que mais parece um cenário de ficção científica. Você vai encontrar de tudo para todos os gostos e o que há de mais moderno em tecnologia, moda e arquitetura, pois todas as novidades e modismos começam e terminam aqui. Tribos de todos os estilos, japoneses orgulhosos de seus três mil anos de história e tradição e estrangeiros vindos de todas as partes do mundo numa mistura homogênea que vai deixar você de queixo caído. Então, o que você está esperando?

INFORMAÇÕES E SERVIÇO

Site do país (em inglês) - www.jnto.go.jp

Site da cidade (em inglês) - www.metro.tokyo.jp/english

No UOL - madeinjapan.uol.com.br/

Consulado Geral do Brasil em Tóquio - Tokyo-to Shinagawa-ku Higashi Gotanda 1-13-12. COI Gotanda Building. 2F. Estação Gotanda, Linha de trem JR Yamanote. Seg. a sex., das 8h30 às 14h30. www.consbrasil.org

Idioma - Japonês

Fuso horário - 12 horas a mais em relação a Brasília

Código do país - 81

Código da cidade - 03 (para ligar do Brasil, disque diretamente +813)

Telefones de emergência (em inglês) - 110 (polícia; keisatsu); 104 (informações). Comece a falar inglês que você será transferido a um operador que fale inglês. Ou então pergunte em japonês: "Eigo no hanasu no kata ga iimasuka?" (tem alguém que fale inglês disponível?)

Informações turísticas - O Japan National Tourist Organization distribui brochuras turísticas, guias da cidade e mapas gratuitos e oferece ajuda para reservar hotéis e passagens. 10F Tokyo Kotsu Kaikan Bldg, 2-10-1 Yurakucho, Chiyoda-ku. Tel.: (03) 3201-3331. Diariamente, das 9h às 17h. Estação mais próxima: Yurakucho. Já o Tokyo Tourist Information Center é o maior dos centros de informação turística. Está localizado no Tokyo Metropolitan Government Bldg e tem um estoque generoso de mapas, panfletos e guias. 1F Tokyo Metropolitan Government nº 1 Bldg, 2-8-1 Nishi-Shinjuku, Shinjuku-ku. Tel.: (03) 5321-3077. Diariamente, 9:30am-6:30pm. Estação mais próxima: Tochomae. Há também quiosques disponíveis nos aeroportos e nas estações de trem de Ueno, Tokyo, Shinjuku, Ikebukuro e Shibuya.

Horários - Os bancos funcionam de seg. a sex., das 9h às 16h. Caixas eletrônicos funcionam diariamente das 7h45 às 19h, mas fecham às 17h aos sábados, domingos e feriados. O comércio em geral funciona diariamente, das 10h às 20h. Shopping centers e lojas de departamento costumam ficar abertas até as 21h. Os trens funcionam entre 4h35 e meia-noite, mas a linha central de Tóquio, a Yamanote Line, funciona até a 1h30. Todas as linhas de metrô funcionam das 5h à meia-noite. A maioria dos restaurantes funciona diariamente, das 11h às 15h, para o almoço, e das 17h às 23h, para o jantar. Restaurantes localizados em shopping centers e lojas de departamento costumam ficar abertos o dia inteiro.

Feriados - O Japão tem dezenas de feriados durante o ano todo. Os japoneses comemoram datas tão singelas como o Dia do Verde e o Dia do Mar. Entretanto, o país funciona de segunda a segunda e em todos os feriados sem alteração de horário. Os únicos três períodos onde há mudanças nos horários, além do aumento do turismo interno e, por conseqüência, da dificuldade nas reservas de passagens e hotéis, são a Golden Week (5 dias seguidos na primeira semana de maio), o Obon (3 dias, geralmente entre os dias 13 e 15 de agosto) e o Shogatsu (feriado de Ano Novo, de 1 a 3 de janeiro). A Golden Week e o Obon mudam de ano pra ano, então certifique-se das datas antes de viajar. Nada funciona no Japão no primeiro dia do ano.

Moeda - A moeda japonesa é o iene (JP¥). Há notas de ¥ 1.000, ¥ 2.000, ¥ 5.000 e ¥ 10.000 e moedas de ¥ 1, ¥ 5, ¥ 10, ¥ 100 e ¥ 500.

Cotação - Veja quanto está valendo o iene em economia.uol.com.br/cotacoes/.

Câmbio - Não existem casas de câmbio no Japão, dólares e euros podem ser trocados em agências bancárias, hotéis e no aeroporto, e é necessário apresentar o passaporte na hora da troca. O câmbio nos bancos é melhor do que nos hotéis, mas a diferença é pequena. Dólares não são aceitos em nenhum estabelecimento comercial. Não há dificuldade em trocar os ienes que sobraram de volta para dólar, o que pode ser feito nas agências bancárias do aeroporto de Narita.

Cartões de crédito - São aceitos em grandes estabelecimentos e táxis, mas são pouco úteis em restaurantes simples, mercados, pequenos comércios em geral, trens ou metrô.

Gorjetas - No Japão, o costume de dar gorjetas é inexistente. O japonês sente-se quase ofendido quando ela é oferecida e sempre vai recusá-la. Se você quiser agradecer alguém por um serviço prestado, a melhor maneira é entregar à pessoa um pequeno presente, de preferência algo comestível como uma caixa de chocolates.

Telefone - Para ligar para o Brasil a cobrar via Embratel ligue 00539551. Outra forma é comprar cartões telefônicos para ligar do quarto do hotel: eles são práticos, baratos e vendidos em qualquer loja de conveniência. O mais conhecido é o Brastel Card, com uma carga mínima de 2.000 ienes, o que garante cerca de 300 minutos de ligação para um telefone fixo no Brasil. Para ligações locais, os telefones públicos funcionam com moedas de 10 e 100 ienes ou cartões telefônicos que podem ser adquiridos em máquinas automáticas disponíveis nas próprias cabines telefônicas.

Internet - É fácil achar Internet café nas ruas, mas em Tóquio eles se chamam manga kissaten, uma mistura de café, biblioteca de mangás e lan house. Geralmente, ficam localizados próximos às saídas das estações e do segundo andar para cima dos prédios (nunca no primeiro andar). A maioria dos hotéis tem Internet, muitas vezes gratuita, para hóspedes. Muitos agora já disponibilizam tecnologia Wi-Fi dentro dos quartos e na área de recepção.

Segurança - Violência física, golpes e roubos contra turistas não existem. Tóquio é provavelmente um dos lugares mais seguros do mundo.

Saúde - Antes de contratar um seguro-saúde certifique-se de que ele é válido no Japão (a maioria dos seguros internacionais é). Vacinas e cuidados especiais com doenças e epidemias não são necessários.

Voltagem - A voltagem é 100v AC, mas aparelhos eletroeletrônicos de 110v podem ser usados sem problemas. As tomadas são de dois pinos retos, como no Brasil.

Etiqueta - Talvez em nenhum outro lugar do mundo a cultura seja tão delicada como no Japão. Para evitar gafes, curve-se para cumprimentar e agradecer e só aperte a mão de alguém se ela lhe for oferecida primeiro. Abraços e beijos no rosto não são comuns. Nunca coloque molho shoyu no seu arroz ou espete o hashi (palitos) na cumbuca de comida, nunca sirva a sua própria bebida ou coma enquanto anda, nunca assoe o nariz em público nem sapato dentro das casas.

Correios - Procure pelo símbolo 'T' em vermelho. Funcionam de seg. a sex., das 9h às 17h. Um postal para o Brasil custa 70 ienes e a carta simples, 130. Toda agência de correio conta com caixas eletrônicos onde cartões de crédito internacionais sempre são aceitos e o atendimento eletrônico é feito em inglês.

veja também