Turismo de Eventos de São Paulo é referência nacional

Turismo de Eventos de São Paulo é referência nacional

Atualizado: Terça-feira, 13 Julho de 2010 as 10:48

A cidade de São Paulo recebe mais de 90 mil eventos por ano e 75% das maiores feiras do país. Com isso, segundo o SPCVB (São Paulo Convention & Visitors Bureau), movimenta cerca de R$ 8,5 bilhões ao ano em viagens, hospedagem, transporte aéreo e terrestre. Entre os dias 12 e 16 de julho, a capital paulista será visitada por empresários de vários estados brasileiros que participam da segunda etapa do"Programa Benchmarking em Turismo 2010 - Vivências Brasil". O objetivo é conhecer as estratégias adotadas pelo setor público e privado para captação de eventos e estímulo ao setor de negócios.

Os participantes conhecerão de perto a forma de atuação de entidades como a SPTuris (São Paulo Turismo), o SPCVB, a Abeoc (Associação Brasileira de Empresas de Eventos) e uma agência de viagens especializada em eventos.

O Benchmarking é um programa do MTur, executado pela Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagens) em parceria com o Sebrae e a Embratur, que visa o aprimoramento do turismo nacional. O programa prevê apoio para a realização de visitas técnicas e reuniões de multiplicação para empresários interessados em conhecer e incorporar em seus próprios negócios as boas práticas adotadas por destinos referência em determinados segmentos. A primeira etapa do"Vivências Brasil" foi realizado no início do mês em Recife e Olinda, com foco de observação em turismo cultural.

A primeira das Américas

Segundo a ICCA (International Congress & Convention Association), que faz o ranking dos maiores centros de eventos do mundo, a cidade de São Paulo é o maior destino de eventos internacionais das Américas. Além de figurar entre os Top 20 destinos para eventos no mundo, São Paulo ultrapassou destinos como Madrid, Sidney, Atenas e Vancouver.

Destino de negócios da América Latina

São Paulo foi eleita pela segunda vez o melhor destino da América Latina para se fazer negócios, segundo o estudo anual elaborado pela América Economia Intelligence, unidade de pesquisas da empresa de comunicações América Economia. O levantamento resultou em um ranking dos 42 melhores municípios da região para negócios, levando em conta potencial inovador, capacidade de gerar novos empreendimentos, telecomunicação, segurança, qualidade e custo de vida.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também