Turismo submarino

Turismo submarino

Atualizado: Quarta-feira, 20 Janeiro de 2010 as 12

No title Não é mais preciso ser um mergulhador experiente para conhecer o fundo do mar. Passeios em todo o mundo oferecem opções para os turistas que querem ver as belezas marinhas de um jeito diferente. Alguns tours privilegiam o conforto, enquanto outros são perfeitos para quem quer uma dose extra de adrenalina.

Com uma enorme variedade de espécies marinhas, o Caribe é a região que mais oferece atrações submarinas. Mas é possível encontrar passeios na África, no Pacífico Sul e até mesmo no Brasil. Para reservar um tour, a melhor opção é contatar diretamente as agências de turismo locais. Quem quiser garantir os passeios com antecedência, pode reservar os passeios pela internet. Os sites das operadoras Atlantis Adventures e City Discover (ambos em inglês) fazem reservas para várias partes do mundo

Quem quiser chegar bem perto das belezas submarinas sem abrir mão do conforto de um navio pode fazer um passeio no Seaworld Explorer. Com capacidade para 44 passageiros, a embarcação possui um salão submerso rodeado de vidros que permite uma visão privilegiada do oceano. Do lado de fora, mergulhadores alimentam os peixes, tornando o espetáculo ainda mais especial.

O conceito do navio surgiu na Austrália para tours na Grande Barreira de Corais, mas foi logo importado para o Caribe. Aqui na América, existem passeios nas proximidades das Ilhas Cayman e em Aruba, onde também é possível ver o que sobrou do Antilla, navio alemão que naufragou durante a 2ª Guerra Mundial.

Na região das ilhas Cayman, no Caribe, um passeio promete levar o turista para o fundo do mar sem que ele entre em contato com uma só gota de água. Desenvolvido especialmente para o turismo, o Bubble Sub tem espaço para duas pessoas e proporciona uma visibilidade em 360º.

Durante o trajeto, um instrutor conduz o veículo e conta curiosidades sobre o mar caribenho. Do lado de dentro, você pode tirar fotos de todo o passeio sem se molhar. Do lado de fora, um fotógrafo acompanha o passeio para registrar o momento de um ângulo diferente.

Por Carolina Monterisi

veja também