Turista de excursão: confira dicas para ter uma viagem tranquila, evite o caos

Confira dicas para ter uma viagem tranquila, evite o caos

Atualizado: Terça-feira, 7 Fevereiro de 2012 as 10:17

Uma lista de vantagens aguarda quem escolhe fazer uma viagem de excursão. Chegar aos pontos turísticos sem se perder, contar com uma seleção bem pensada de passeios, não se deparar com dificuldades causadas pela barreira do idioma em território estrangeiro e conhecer gente nova estão entre elas.

No entanto, seguir certas normas de convivência e disciplina são essenciais para que tudo transcorra bem e a experiência não se transforme em pesadelo. “Quem viaja de excursão deve antes de tudo ter espírito de coletividade”, alerta Alessandro Almeida, coordenador de viagens da agência Personal Travel.

Augusta Fortunato, presidente da Tia Augusta Turismo, diz que antes de fechar um pacote, o consumidor deve ter consciência de que nem sempre vai poder satisfazer suas vontades. “Defendo a ideia de que há muito mais vantagens do que desvantagens de se viajar em grupo. Mas é preciso ter paciência e tolerância com os limites dos colegas”.

Confira no álbum abaixo os sete “pecados” que devem ser evitados para que a viagem de excursão não se torne um inferno e alcance o paraíso em suas férias de verão.

1 –  Os atrasadinhos
“Quem não é disciplinado com os horários no dia a dia, não tem perfil de viajante de excursão”, garante Alessandro Almeida, coordenador da Personal Travel. “Se um passeio está marcado para às 9h, não chegue às 9h30 no ponto de encontro marcado”, aconselha. “Você deixará seus companheiros de viagem esperando, o que é nada agradável”.
 
2 – Procura-se turista desesperadamente
Outro pecado comum cometido pelo turista de excursão é inventar algum passeio solitário e não comunicar o guia da viagem. “Às vezes, o turista some do hotel o dia todo e o guia fica preocupado, sem saber se a pessoa se perdeu na cidade, se sofreu algum acidente ou se está com problemas para se comunicar em outro idioma e não consegue voltar”, conta Tia Augusta.
           
3 – Meu filho, meu tesouro
Pais que viajam com os filhos pequenos em uma excursão devem se lembrar que as vontades da criança também devem se adaptar ao coletivo. E não o contrário.
“Já tive caso de uma mãe na Disney que queria mudar o rumo de um passeio inteiro porque o filho cismou de ir tomar sorvete do outro lado do parque. Como se a criança fosse príncipe daquele grupo”, recorda Tia Augusta.
Segundo ela, toda viagem de excursão reserva um tempo livre para o turista. “É nessa hora que deve aproveitar para fazer as vontades do seu filho”.
 
4 – Farmácia particular
Quem tomar medicamentos específicos para determinados problemas de saúde, nunca deve esquecer de levar seu próprio estoque de remédios na bolsa.
“No ônibus da excursão há medicamentos para primeiros socorros, mas ele não é uma farmácia”, diz Tia Augusta. “Seja precavido e evite que uma dor de cabeça ou uma cólica estrague seu passeio”.
 
5 – A tentação da lojinha do aeroporto
“Lojinhas de aeroporto costumam deixar os turistas assanhadinhos”, revela Tia Augusta. “Se você está em grupo e se interessou em ver uma loja, avise o seu guia e veja com ele se não há risco de atrasar o embarque do grupo”
 
6 – Fotógrafos
Almeida também cita o problema dos “fotógrafos de excursão”. “Tem turista que quer ficar tirando foto de um mesmo monumento por horas... Isso é um problema, porque acaba comprometendo todo o cronograma de passeio”, conta.
O coordenador de viagens diz que em lugares como o Museu do Louvre, nem sempre é possível ficar tirando fotos de cada obra que o viajante achar interessante. “Não dá para ficar uma hora clicando a Monalisa, quando se tem uma imensidão de obras para conhecer”.
 
7 – Merenda VIP
Geralmente os guias levam os grupos em restaurantes que têm todo o tipo de comida e não apenas as típicas do país que está sendo visitado. “Se você tem condições financeiras e está interessado em ir a um cinco estrelas, lembre-se que nem sempre seus colegas de grupo podem te acompanhar”, diz Alessandro. “Deixe para conhecer o tal restaurante em um passeio só seu. Comunicado ao guia antes, claro”. 

veja também