Ubatuba e Caraguatatuba: um dos pontos mais bonitos da costa brasileira

Ubatuba e Caraguatatuba: um dos pontos mais bonitos da costa brasileira

Atualizado: Quarta-feira, 2 Março de 2011 as 2:43

Não é preciso ir muito longe para encontrar cenários dignos de pôster de agência de turismo. Descendo a serra, quem visita Ubatuba e Caraguatatuba, no litoral Norte de São Paulo, tem essa certeza. Num capricho da natureza, a combinação de ilhas e mais de cem praias abençoa esse lugar como um dos mais bonitos de nossa costa.

Com tantas opções, é possível encontrar uma praia tranqüila mesmo em pleno verão, onde ninguém precisa ficar colado ao guarda-sol do vizinho por falta de espaço. O inverno reserva dias especiais, com céu azul e sol mais ameno, quase não há chuva e com as melhores ondas do ano.

É nessa época que Ubatuba sedia importantes etapas de campeonatos do surf mundial. Aliás, nunca é demais lembrar: em dias de mar bravo é preciso atenção às correntezas, pois o mar pode ser traiçoeiro. Quem vem com a família pode relaxar, há muitas praias com enseadas calmas e sem ondas, diversão garantida para a criançada. É só escolher a preferida.

O passeio de escuna à Ilha Anchieta é clássico. Lá é possível visitar as ruínas do antigo presídio, desativado em 1952 após uma rebelião. Entre celas e pavilhões, um pequeno museu conta um pouco da história da ilha e sua colônia penal. Caminhos bem sinalizados levam às pequenas e quase intocadas praias do sul e do leste. Suas águas cristalinas e cheias de vida marinha são um convite ao mergulho. Outras ilhas também são disputadas por praticantes do snorkeling e mergulho livre pela excelente visibilidade, entre elas Vitória, das Couves, e Tamanduá.

A Mata Atlântica segue preservada em cerca de 80% dos municípios, que integram o Parque Estadual da Serra do Mar, criado em 1977. Trilhas aguardam quem esteja disposto a contemplar fauna e flora com direito a refrescantes banhos de cachoeira e não raro, na companhia de pássaros como o Tié-Sangue e Sete-Cores. Há mesmo agências com roteiros especializados na observação de pássaros.

Além dos atrativos naturais, a região conta com infra-estrutura necessária para um turismo confortável. Avenidas largas a beira-mar, calçadões e ciclovias ao longo da orla, agradam moradores e visitantes. Diversas opções de hospedagem são oferecidas, mas o melhor é reservar com antecedência no caso de feriados e temporada.

Como herança de seus antigos moradores, os nomes das duas cidades são de origem indígena. Eram os índios tupinambás os habitantes dessas terras na época do descobrimento, com quartel general na aldeia de Iperoig (Ypiru-yg = rio das perobas), nossa conhecida Ubatuba. Hábeis canoeiros e exímios nadadores chegavam a nadar quilômetros até as embarcações para negociar o pau-brasil. Seu território se estendia desde a serra de Boiçucanga até Cabo Frio no Rio de Janeiro. Com a colonização surgiram a Vila Nova da Exaltação à Santa Cruz do Salvador de Ubatuba (Ubatuba = lugar de muitas canoas) e, mais ao sul, à Vila de Santo Antônio de Caraguatatuba (Caraguatatuba= enseada de altos e baixos).

Os "novos descobridores" vieram com a abertura e melhorias das estradas impulsionando o turismo como principal atividade econômica.

veja também