Um dia em Sydney

Um dia em Sydney

Atualizado: Segunda-feira, 15 Março de 2010 as 12

Imagine um país do tamanho do Brasil só que com apenas 10% de nossa população. Assim é a Austrália, nação que tem como principal cidade Sydney, destino básico para quem quer conhecer a ilha-continente, no meio do Oceano Pacífico. Como no Brasil, o lugar é um paraíso repleto de sol, mar, gente bonita e muito receptiva.

MANHÃ

- O Darling Harbour fica em um braço de mar que avança terra adentro. Trata-se d e uma região portuária, cheia de atrações turísticas. É onde estão os melhores hotéis e restaurantes.

- Imperdível também é o Sydney Aquarium, um dos maiores aquários do mundo, com mais de 11 mil espécies. O ponto alto é o túnel com tubarões onde o visitante se sente caminhando entre eles.

TARDE

- O Featherdale Wildlife Park é uma espécie de zoológico. Lá os animais ficam, em sua maioria, soltos e dá para andar entre eles. São cangurus, emas e coalas (entre muitos outros) vivendo em ambientes que imitam os naturais. Vale a pena.

- Ir a Sydney e não ir à praia não dá, certo? Então vá logo a mais famosa, que é a de Bondi Beach, a Copacabana australiana.

NOITE

- O Opera House é um espetáculo à parte. O prédio, que abriga salas para shows, restaurantes e museus se impõe no cenário da baía de Sydney. O lugar possui uma estética toda especial. É bonito por dentro e por fora, e junto com a Harbour Bridge, o Opera House faz parte do cartão postal da cidade. Vale muito a visita com um guia, que custa em média 26 dólares australianos (cerca de R$42).

- A ponte Harbour Bridge é o local onde ocorre a famosa queima de fogos no ano novo de Sydney, considerado por muitos o mais belo do mundo. Construída entre os anos de 1924 e 1932, possui oito faixas para carros, duas para trem, uma para bicicletas e outra para pedestres. Para quem vai a Sydney, atravessar a ponte é programa obrigatório. E é bacana ir à noite, pela vista da cidade toda iluminada

Existe ainda um passeio onde o turista anda pelos arcos da ponte a uma altura de 134 metros. Os preços começam a partir de 179 dólares australianos (R$ 290).

COMO CHEGAR

1 >Não existem voos para Sydney partindo de Fortaleza, então o primeiro passo é embarcar para outros aeroportos, como São Paulo e Rio de Janeiro

2 >De Guarulhos, em São Paulo, pode-se tomar um voo para Santiago, no Chile, que possui saídas para a Austrália

3 >O preço da passagem para São Paulo, partindo do aeroporto Pinto Martins, custa em torno de R$ 500, dependendo da companhia

4 > O custo de uma passagem aérea, partindo de Santiago para Sydney custa R$ 4.166,07

ONDE FICAR

RYDGES WORLD SQUARE HOTEL

Endereço: 389 Pitt Street

Telefone: +61 2 8268 1888

www.rydges.com

CB Hotel

Endereço: 417 Pitt Street

www.needitnow.com.au

> Sydney Central YHA

Endereço: Cnr Pitt St and Rawson Ave

www.yha.com.au

City Resort Hotel

Endereço: 103-105 Palmer St

www.cityresort.com.au

QUANTO CUSTA

6 mil

REAI S É A MÉDIA DO PREÇO DA IDA PARA SYDNEY SAINDO DE FORTALEZA PARA A AUSTRÁLIA. OS VOOS PARTEM DE SÃO PAULO E RIO

582

REAIS É O PREÇO DE UMA DIÁRIA NO RYDGES WORLD SQUARE HOTEL, CONSIDERADO DE PADRÃO CINCO ESTRELAS

CURIOSIDADE

- O brasão australiano, datado de 1912, consiste em um escudo com seis estados australianos, rodeados por acácias douradas e guardados por um canguru e uma ema -animais típicos da região.

- A Austrália detém o título de ``país do bumerangue``. O exemplar australiano mais antigo é datado de 9 mil anos e tinha função de caça.

- Os australianos são pioneiros em várias linhas da ciência. Para se ter uma ideia, é atribuido a eles a invenção da caixa preta dos aviões e do ouvido biônico para deficientes auditivos.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também