Veja 10 dicas para não cair em roubadas em uma viagem

Veja 10 dicas para não cair em roubadas em uma viagem

Atualizado: Sexta-feira, 23 Setembro de 2011 as 8:55

O que era para ser um sonho virou pesadelo: poucas coisas podem estragar tanto uma viagem como ser enganado ou roubado. Ao sair do país podemos virar alvo de pessoas mal intencionadas, querendo tirar proveito da falta de informação quanto a preços e serviços. Portanto, é preciso ficar esperto.

A Lonely Planet bolou uma lista de dez dicas para não passar por maus momentos, tomando um calote no exterior. Confira.

Policiais desonestos

Policias, e até falsos policiais, podem pedir para ver seu passaporte e insinuar que há algum problema com o seu visto, e que você deve pagar uma multa. Claro que trata-se de uma estafa, e que eles apenas querem se aproveitar de um turista desinformado. Sem se expor a uma situação perigosa, faça valer seus direitos e mostre que você sabe que não há nada de errado, e que você não tem motivo para dar dinheiro para eles.

Compras salgadas

Em lugares com muito turismo é comum que vendedores tentem se aproveitar dos visitantes aumentando o valor dos produtos em relação ao preço normal. A compra de um tapete "antigo", de peças de artesanato local e lembranças em geral pode virar um verdadeiro calote. Desconfie e pesquise bem os verdadeiros preços antes de gastar dinheiro à toa.

Táxis no aeroporto

Aeroportos são o lugar predileto de taxistas que querem abusar de viajantes recém-chegados ao país. Eles podem cobrar muito mais do que o preço verdadeiro ou, pior ainda, assaltar os turistas, tornando a viagem em uma verdadeira roubada desde o começo. Evite esse tipo de problema informando-se sobre taxis oficiais e sobre o verdadeiro preço da corrida até o seu hotel antes de viajar.

A raspadinha e o tempo compartilhado

A armadilha é clássica. Uma pessoa gentil oferece uma "raspadinha", com a qual você pode ganhar um prêmio. Claro que o seu cartão será um cartão vencedor e a pessoa em questão irá pedir para você acompanhá-la para buscar o prêmio em um hotel local. Chegando ao local, vários outros turistas estarão esperando em uma sala, e serão obrigados a ouvir uma apresentação sobre propriedades locais em tempo compartilhado, modalidade na qual você paga para ter acesso a um imóvel por uma certa parte do ano. Caso você não perca dinheiro, você já terá perdido seu precioso tempo.

Restaurante fechado

Alguns taxistas e guias vão falar que o restaurante ao qual você quer ir está fechado, ou não funciona mais, mas eles sempre têm um melhor para recomendar. Na verdade, eles querem apenas ganhar comissões por levar turistas a certos restaurantes da cidade, sem se importar com o que você prefere. Por isso, peça para o pessoal do hotel ligar para o restaurante ao qual você quer ir ou pesquise antes pela internet.

Calote da moto número 1

No meio de suas férias você decide alugar uma scooter para percorrer a cidade. De repente, ela deixa de funcionar, ou leva uma batidinha de um carro. O proprietário aparece rapidamente e leva você e a scooter para um mecânico insistindo, claro, que você vai ter que pagar por danos imaginários e com preços bem exagerados. Para prevenir este calote, tire fotos da moto antes de usá-la, para comprovar que o estado era o mesmo, e alugue em lugares que sejam recomendados pelo departamento de turismo local.

Calote da moto número 2

Após alugar uma moto, recebendo a chave para dar a partida e a chave de um cadeado, sua moto desaparece. Algumas empresas sem escrúpulos têm um calote que consiste em ter a cópia das chaves e "roubar" a moto enquanto você a deixa estacionada, para depois pedir com que você pague para repor a moto em questão. Nesses casos, o barato custa caro.

Sujeira

Alguém derruba um sorvete em você, ou você sente uma coisa desagradável na sua cabeça. Rapidamente, um estranho aparece para "ajudar", e limpar você. Mas a limpeza é outra: no meio da confusão, sua carteira some do seu bolso, ou a sacola ou mochila que você deixou no chão desaparece. Abra os olhos e tome cuidado!

Charme traiçoeiro

Homens são alvos frequentes de um calote que inclui charmes femininos. Uma mulher simpática e bonita começa uma conversa e convida você para tomar um drinque. Na verdade, ela leva você para o bar de seus comparsas, que cobrarão uma fortuna por algumas bebidas, e você acabará com uma nota para lá de salgada.

Hotel-furada

A hora de escolher um hotel é um dos momentos mais arriscados para entrar numa furada. Após pagar pelo seu quarto por adiantado, você percebe que o quarto é sujo, mal equipado, não tem água quente ou fica do lado de um trilho onde passam trens a cada 10 minutos. Olhe os detalhes direito antes de pagar pelo quarto, e não pague toda a sua estadia de uma só vez - prefira pagar uma noite só, para ter a chance de verificar tudo direitinho.

veja também