Veja como ganhar tempo nas filas da Disney

Veja como ganhar tempo nas filas da Disney

Atualizado: Terça-feira, 20 Março de 2012 as 11:40

Estar nos parques da Flórida é maravilhoso, seja para adultos ou para crianças. Embora as filas dos brinquedos da Disney e Universal sejam repletas de atrativos, com decoração temática e muita criatividade, não é nada legal ficar em pé por muito tempo aguardando para começar a brincadeira. Mas existem alguns meios para diminuir a espera ou mesmo “furar” as filas.

Depois de já ter ido a Disney mais de 30 vezes, a chef de cozinha Ana Franco sabe bem como driblar as filas. A primeira dica desta profunda conhecedora do local – ela já foi guia turística para brasileiros e morou na Flórida por cinco anos – é evitar os meses de “pico”, como dezembro e julho. “Se a pessoa vai nesta época já deve ter consciência de que pode pegar uma fila básica de pelo menos uma hora”, afirma Ana.

Ficar de olho no calendário pode ser mesmo uma vantagem. Em alguns meses do ano, os parques abrem mais cedo e fecham mais tarde, uma oportunidade a mais para aproveitar até o último minuto do brinquedo favorito. Por exemplo, no mês de março tem dias que o Magic Kingdom fecha à 1h da manhã. Basta consultar o calendário no site antes da visita e curtir ao máximo.

A funcionária pública Andreia Ferraz Salinas, que ano sim, ano não, programa suas férias emOrlando com a família toda, diz que o melhor a fazer é ir logo cedo nos brinquedos com mais fila. “Quem puder se hospedar no complexo Disney também pode aproveitar as Extra Magic Hours, um período de abertura antes dos demais visitantes em dias pré-determinados”, indica.

Outra maneira de escapar do tempo de espera nos parques Disney - que incluem o Magic Kingdom, o Animal Kingdom, o Epcot e o Hollywood Studios - é retirar o FastPass gratuito na entrada das atrações mais concorridas.

Com ele, os visitantes inserem o próprio ingresso em uma máquina na entrada do brinquedo, de onde sai um ticket com a hora para retornar e brincar sem pegar fila. Mas lembre-se de começar pela atração mais desejada, pois o próximo FastPass só pode ser retirado após a utilização do anterior.

Já nos parques da Universal, o bilhete rápido, chamado Express Pass, é pago (custa a partir de US$ 19,90, além do valor já pago pelo ingresso) e não vale para todas as atrações. No SeaWorld, para ter o Quick Queue é preciso desembolsar mais US$ 19,99.

Embora grande parte das atrações tenha um painel na entrada informando o tempo de fila, os mais aficcionados por tecnologia podem ter esta informação antes mesmo de sair de casa, ou melhor, do hotel. O aplicativo gratuito Disney World Wait Times para iPhone, entre outras funções, aponta o período estimado de espera em diversas atrações de todos os parques Disney (em inglês). Assim, de acordo com o tamanho das linhas, você pode ver qual brinquedo está mais vazio e correr para lá.

Veja mais 10 dicas para evitar filas nos parques em Orlando:

1• Uma boa recomendação é pegar a “single rider”, ou seja, uma fila à parte para quem não faz questão de andar no mesmo carrinho que os companheiros de viagem. Bem menor e mais rápida que a normal, nela os atendentes vão “encaixando” os visitantes nos assentos que sobram da fila normal. “É fantástico. Teve brinquedo com duas horas de espera que fui em 20 minutos pela single rider”, recomenda Ana Franco.

2• Pela internet, antecipadamente, veja o mapa virtual do parque e selecione os brinquedos que quer conhecer primeiro. Em seguida, trace as atrações ao entorno desta área. Assim, você ganha tempo porque não precisa voltar para aquele setor do parque novamente.

3• Chegue cedo, na hora de abertura, e vá direto para o lado mais afastado do parque. A maioria das pessoas costuma aproveitar primeiro a parte mais próxima da entrada.

4• Na entrada, retire o mapa do parque para se localizar mais facilmente e não perder tempo procurando um determinado brinquedo.

5• Também na entrada, os parques disponibilizam o calendário com as atrações de entretenimento do dia. Nele, veja os horários de paradas Disney e shows da Universal e programe-se para assisti-los, se desejar.

6• Agora, se você não curte os shows temáticos ou já cansou de ver os desfiles do Mickey, uma boa dica é ir aos brinquedos mais concorridos no horário destes eventos. As atrações costumam ficar bem mais vazias.

7• Nos parques Disney, assim que chegar, já corra para pegar o FastPass da atração mais desejada e, em seguida, siga para a fila de outro brinquedo muito disputado. Assim, você conseguirá ganhar tempo em duas atrações. 

8• Pais com crianças menores podem ficar com os pequenos na fila normalmente. Antes de entrar no brinquedo, tem um espaço para elas e um dos acompanhantes aguardarem para revezar com o adulto que brincou antes, sem precisar pegar toda a fila novamente (observe na entrada do brinquedo se a atração dispõe deste serviço).

9• Olhe o calendário do parque antecipadamente no site. Tem dias da semana que os locais abrem mais cedo ou fecham mais tarde. Aproveite para programar sua ida nestas datas.

10• Também evite ir aos parques em datas comemorativas ou feriados locais. No dia de Thanksgiving (Ação de Graças), por exemplo, celebrado nos Estados Unidos na última quinta-feira de novembro, os parques costumam lotar.

veja também