Veja regras para não exceder o peso da bagagem

Veja regras para não exceder o peso da bagagem

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 11:15

É difícil se livrar das tentações das compras nas viagens. Mas tome cuidado para não ter problemas na hora de voltar para casa e tenha certeza dos limites de bagagem que pode levar nos voos. A regra varia conforme a localidade e a companhia aérea escolhida.

Para voos nacionais não há muitas variações. É permitida uma mala de mão de 5 Kg e uma mala despachada com até 23 kg. Caso o peso seja ultrapassado, é cobrada uma taxa de 0,5% do valor da tarifa por quilo excedido. Os voos para a América do Sul seguem regras parecidas. Mas a TAM permite, por exemplo, que os viajantes carreguem até quatro garrafas de vinho nas malas de mão em voos para a Argentina e o Chile. Já a Lan Chile abre exceção para apenas duas garrafas.

Voos para os Estados Unidos e Europa são mais rígidos, principalmente em relação a líquidos ou gel na mala de mão. Não é aconselhável nem levar perfumes. No voo do Brasil para os Estados Unidos ou Europa é sempre permitido despachar duas malas de 32 kg. O problema é a armadilha em que você pode cair se utilizar algum voo interno.

De duas malas de 32 kg você passa a poder apenas carregar uma mala de 23 kg. No caso dos Estados Unidos, as companhias ainda cobram uma tarifa de US$ 50 por mala despachada. É lei. Mas a mala de mão é generosa. Pode ter até 18 kg em território americano.

Por outro lado, as companhias chamadas "low fare" (de preços baixos) europeias - Easy Jet, Air Berlim, Sterling e outras ¿ são bem rígidas com a bagagem de mão. Na hora do check in elas pesam para saber se a mala está dentro das regras. E não adianta tentar o jeitinho brasileiro para embarcar com uma mala, uma mochila, uma sacola de loja com comprinhas, bolsa de laptop... Elas só permitem um item. Todo o resto é pago.

veja também