Vulcão em atividade leva turistas ao Havaí

Vulcão em atividade leva turistas ao Havaí

Atualizado: Quinta-feira, 2 Abril de 2009 as 12

A maior e mais meridional das ilhas havaianas está tremendo, cuspindo e se esticando enquanto lentamente cresce rumo ao oceano.

Você verá e sentirá isso em quase todos os lugares durante uma visita à ilha do Havaí, geralmente chamada pelos habitantes de Big Island.

No litoral sul, a lava corre em direção ao mar, onde forma terra firme. Em alguns vilarejos, você verá áreas de lava resfriada e negra expelida dos vulcões Kilauea e Mauna Loa nas décadas recentes.

Às vezes a terra treme e a gravidade ajuda a assentar os montes de lava acumulada. Mas não deixe que o medo o impeça de visitar o local: a grande maioria desses terremotos é muito fraca para ser sentida. Grandes terremotos, de seis graus ou mais na escala Richter, costumam ocorrer uma vez por década.

Há séculos os vulcões são tema central das histórias dos havaianos. Lendas dizem que Pele, a deusa dos vulcões, cavou ninhos de fogo de ilha em ilha, procurando por um lar com seus irmãos e irmãs. Ela então etabeleceu pouso no topo do Kilauea, onde vive, dentro da cratera Halemaumau.

Você pode ver como a lava de Pele está formando uma nova parte da Big Island se visitá-la agora. O Kilauea tem apresentado erupções em dois locais por quase um ano, algo sem registro nos últimos 200 anos.

A primeira dessas erupções tem espalhado lava pelo sul da ilha desde 1983, levando estradas, casas e até mesmo vilas inteiras. Material recente dessa erupção está descendo rumo ao oceano perto de Kalapana, antigamente uma grande cidade que foi quase inteiramente destruída pela lava em 1990.

O Kilauea também está irrompendo da cratera Halemaumau até seu topo. É onde uma grande explosão ocorreu em março de 2008, iniciando a liberação diária de centenas de toneladas de dióxido de enxofre. O vulcão tem cuspido pequenos fragmentos de lava da cratera, mas não houve mais fluxo de lava desde então.

É possível assistir à erupção do topo do vulcão em um local dentro do Parque Nacional dos Vulcões. No centro de visitantes, você pode integrar grupos com guias para ver cinzas e lava solidificada de erupções anteriores. Algumas dessas expedições vão floresta adentro.

Atrações não faltam nesse pedaço do planeta, que tem cinco vulcões adjacentes, a maioria ainda ativa. O Kilauea é o mais novo - começou a irromper de 300 mil a 600 mil anos atrás. Há entre 50 mil e 100 mil anos, o vulcão cresceu a ponto de emergir do mar.

veja também