MENU

É possível ser "cristão" sem uma igreja?

É possível ser "cristão" sem uma igreja?

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2011 as 12:49

Como um cristão pode crescer espiritualmente? Seria possível crescer alheio a vida da igreja? O que significa ir à igreja? Que importância existe em conviver com pessoas que mal conheço? Seria possível desenvolver uma vida espiritual à parte da vida na igreja?

Estas perguntas são feitas a anos, por milhares de pessoas defraudadas por instituições religiosas. Apesar desta triste realidade, ainda é necessário lutarmos pela unidade da Igreja. O desígnio claro de Deus é a restauração da unidade de todas as coisas em torno de Cristo. (Ef 9:10). O Pentecoste só foi inaugurado mediante a igreja reunida (unidade) em Jerusalém.

Jesus mesmo disse: "Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome ali eu estarei" (Mt 18.20). Ressaltando a importância da comunhão. Quando os irmãos se reúnem Deus se faz presente de uma maneira especial. É na unidade do povo de Deus que o Senhor "ordena a sua bênção e a vida para sempre" (Sl 133.3).

Muitas orações são respondidas porque oramos juntos, por estarmos em unidade: (Mt 18.19) "Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que porventura pedirem, ser-lhe-á concedida por meu Pai que está nos céus".

Apesar de Deus nos ver como indivíduos, a Bíblia jamais exalta a individualidade como proposta de vida cristã. A "independência" no cristianismo não é uma virtude, mas um desvio de conduta. A vida congregacional, comunitária, forma o Corpo de Cristo, isto é, estamos ligados interdependentemente.

Não pode existir cristãos "ilhados", isolados de todos os outros. Até mesmo a oração do "PAI NOSSO", perde sentido quando é feito individualmente. Não existe auto-batismo, auto-ministração, não podemos tomar a Ceia sozinhos. Muitos com o intuito enganoso de se acharem superiores ou inferiores, afastam-se da comunidade, acreditando que Deus poderá fazê-los crescer sem ninguém com eles. Não existe relacionamento com Deus que não "desemboque" no relacionamento com o outro.

Por esta razão nos exorta o autor de Hebreus, dizendo: "Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes façamos admoestações, e tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima". (Hb 10.25).

Buscar a verdade, sem buscar a unidade espiritual é um engano. Nenhum cristão pode crescer sozinho, alheio à igreja. Devemos estar vinculados ao Corpo de Cristo, que é a reunião dos Santos, não pode haver vida fora do Corpo. Congregar é vital para o desenvolvimento espiritual sadio.

Bruno dos Santos   é Diretor do VidaSat Comunicações, Coordenador Geral da CIA (Coalizão das Igrejas Apostólicas) e pastor da Igreja Vida Nova em São Paulo. Escritor e Conferencista, é formado em Teologia com especializações em Novo Testamento e Liderança. Casado com Silvia Regina, é pai do Lucas, da Laís e da Ana Luiza.  

veja também