MENU

A Fé de um Deus Criador

A Fé de um Deus Criador

Atualizado: Quinta-feira, 28 Outubro de 2010 as 10:22

Muitas pessoas inteligentes e racionais estão convencidas de que Deus não existe. Chamadas atéias ou materialistas, muitas delas, negam a existência de tudo exceto o que podem ver e tocar. Para pessoas assim, Deus não passa de algo imaginário. Naturalmente que manifestos de diversas formas e os que abraçam influentes filosofias que falam de Deus sem crer, que ele é um Deus pessoal no sentido cristão.

Há um Deus, na sua natureza e em sua ação, muita coisa que está acima das evidências racionais e que, por conseguinte, só pode ser acessado por meio da fé.

O autor da carta aos Hebreus nos apresenta a fé como "a certeza do que se espera e a convicção do que se não vê". E há verdadeiras maravilhas que atestam, mediante a fé, a existência de Deus. Dentre elas destaco por primeiro, o universo, que cremos, criado por Deus. À luz do que a Bíblia diz, contemplamos a imensidão da criação e não temos outra reação senão repetir com o salmista: "vejo os céus, obra das tuas mãos, a lua e as estrelas que tu formastes...".

Das galáxias ao inconcebivelmente pequeno átomo e seus mistérios, em tudo se manifesta uma ciência e um poder assombroso. A ordem e a harmonia das leis que regem o mundo físico nos falam de um arquiteto, um artista incomparável: O Divino Criador de todas as coisas como a Bíblia diz em Gênesis.

Ao considerarmos o conjunto de coisas maravilhosas, como dizer que tudo resulta da casualidade ou da evolução cega?

Poderemos sim, em virtude da finitude humana, não conseguir explicar a origem do estado caótico, desolado e sem vida do mundo no princípio.

Contudo, se descarto a existência de Deus, por qual arte ou virtude surgiram a ordem e a vida?

Pela evolução cega, a partir de uma grande e ininteligente explosão? Se é por esse caminho, vejo-me no direito de perguntar como já o fez alguém: "de quanta incredulidade se necessita para produzir um ateu?".

Aceito como muito mais atinado crer no que a Bíblia diz: "No princípio criou Deus os céus e a terra". Longe de ser produto da casualidade fria, os satélites, os planetas, os sois, todas as galáxias que há no universo, são um resultado inteligente e conseqüente da ação criadora de Deus.

Desgraçadamente, em nossos dias, o êxito da ciência e da técnica tem subido à cabeça do homem, fazendo-o perder o sentido e o lugar de Deus.

Eli Fernandes de Oliveira   é pastor titular da Igreja Batista da Liberdade (SP) desde 1984. É Bacharel em Teologia pelo STBNB; Psicanalista Clínico pela SPOB; Mestre em Teologia e Mestre em Ministério pela Faculdade Teológica da Fé Reformada, São Paulo, e Doutor em Teologia Th.D (cum claude) pela Universidade Cohen, Los Angeles, CA.

Já foi condecorado com Medalha Anchieta, da Câmara Municipal de São Paulo; Prêmio de Personalidade do Ano, pela Academia Paulista Cristã de Letras; Comenda Paul Harris, do Rotary Club e Membro Honorário da Força Aérea Brasileira.

veja também