MENU

JUNTOS perseveravam; JUNTOS comiam

JUNTOS perseveravam; JUNTOS comiam

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 10:59

A propósito do mês do amigo aqui em nossa Igreja, nosso pastor apresenta a amizade como um recurso eficaz do Corpo de Cristo na aproximação das pessoas.  

A cada dia vão se agravando os dramas humanos decorrentes da solidão e aumentando a demanda do "pertencer" a uma comunidade. O pastor e escritor inglês, John Stott, já advertia para as grandes buscas nesse espantoso tempo que chegou, e no qual agora vivemos: busca do transcendental, de "ser" e de "pertencer" a uma comunidade social. Há apenas um pequeno passo entre a solidão e a depressão, um mal que aflige milhares de criaturas.

A Igreja de Cristo dispõe de todas as condições para cumprir o papel terapêutico e social em sua missão no mundo. O livro de Atos fala da igreja nascente, na qual seus membros "tinham tudo em comum"; "compartilhavam o pão em casa"; "todos os dias estavam juntos no templo" e "louvavam a Deus", "caindo na graça de todo o povo". Isto é, constituíram-se na resposta às questões humanas da sociedade de sua época.

Somos igreja. Precisamos muito uns dos outros, mais do que nunca. Ninguém pode ser descartado! Ministérios e Pequenos Grupos precisam ser "a cara" de nossa igreja, nos quais pessoas, com seus dons e talentos, servem a Deus e aos demais, influenciando, refletindo o que são e em quem creem!

Amigos, amigos, amigos. Nós os teremos respeitando a liberdade e o espaço de cada um, acolhendo-os, lealmente, como eles realmente são, sem tentar mudá-los ou dominá-los. É sair da superficialidade para conhecer melhor e se deixar conhecer. Postos em prática, esses ingredientes da qualidade das relações ajudar-nos-ão a crescer como pessoas e permitirão que nos sintamos bem, servindo de apoio e inspiração a outros, no enfrentamento de tempos difíceis. Os que pautam a vida por relações assim, na igreja, baseadas no respeito e aceitação mútuos, infelizmente não são muitos. Mas é atitude esperada, mais que antes, de todos!

Este é o Mês do Amigo na Líber! Conservemos as amizades, busquemos novas, sempre! Seja-nos exemplo a igreja primitiva: "Juntos" perseveravam na doutrina; "juntos", comiam em casa! Assim as pessoas encontrarão na LIBER respostas às suas buscas humanas de "comunidade". Podemos alcançar essas pessoas, integrá-las. Com elas cultivaremos e manteremos bons relacionamentos, como tesouros, ao invés de meras trocas ocasionais de gentis etiquetas sociais, reduzidas a vulgares e frios cumprimentos.

Que Deus nos visite concedendo-nos vontade e habilidade para desenvolvermos relacionamentos saudáveis e duradouros.

Eli Fernandes de Oliveira   é pastor titular da Igreja Batista da Liberdade (SP) desde 1984. É Bacharel em Teologia pelo STBNB; Psicanalista Clínico pela SPOB; Mestre em Teologia e Mestre em Ministério pela Faculdade Teológica da Fé Reformada, São Paulo, e Doutor em Teologia Th.D (cum claude) pela Universidade Cohen, Los Angeles, CA. Já foi condecorado com Medalha Anchieta, da Câmara Municipal de São Paulo; Prêmio de Personalidade do Ano, pela Academia Paulista Cristã de Letras; Comenda Paul Harris, do Rotary Club e Membro Honorário da Força Aérea Brasileira.

veja também