MENU

Perdão

Perdão

Atualizado: Terça-feira, 24 Agosto de 2010 as 11:19

Muitos relacionamentos bons frequentemente se veem enfraquecidos por conta de um detalhe, um deslize aqui e ali, real ou imaginário. Há pessoas que, por pouco, se enchem de rancor e até perdem o próprio controle em situações por vezes simples como, por exemplo, um amigo que demora um pouco mais para retornar uma ligação, ou o fato de seu nome não figurar na lista de convidados de uma formatura, festa de aniversário, etc.

Muitos colocam um amigo em um nível tão alto que facilmente se decepcionam nas primeiras dificuldades. Não conseguem relevar pequenas coisas. Até o menor descuido pode se transformar em algo do tipo "traição".

Meu leitor, desenvolva a capacidade de relevar, de perdoar mágoas decorrentes dos relacionamentos com amigos. Quando a gente não perdoa, acumula um punhado de miséria alojado bem no fundo, nas entranhas do coração, aprofundando, para a própria infelicidade, as malditas raízes de amargura.

Nunca se esqueça de uma coisa: perdão é estrada de mão dupla. Quem é perfeito que não comete erros? Então, para que ser tão implacável com um amigo que falhou, intencionalmente ou não? Leia o provérbio chinês: "Não use um machado para tirar a mosca da testa do seu amigo".

Creia em uma coisa: se algum relacionamento tem sobrevivido é porque você tem amigos que sabem perdoar. E os amigos mais antigos, responsáveis pelas amizades mais duradouras, são os que mais nos perdoam.

Qualquer amigo que você tenha, um dia certamente irá decepcioná-lo. Pode ter certeza.

Aprenda a ter amigos de verdade. Faça também a sua parte. Aformoseie seu rosto. Há como perdoar até as chamadas "ofensas grandes"! Quanto mais relevar e esquecer as pequenas!

Eli Fernandes de Oliveira é pastor titular da Igreja Batista da Liberdade (SP) desde 1984. É Bacharel em Teologia pelo STBNB; Psicanalista Clínico pela SPOB; Mestre em Teologia e Mestre em Ministério pela Faculdade Teológica da Fé Reformada, São Paulo, e Doutor em Teologia Th.D (cum claude) pela Universidade Cohen, Los Angeles, CA.

Já foi condecorado com Medalha Anchieta, da Câmara Municipal de São Paulo; Prêmio de Personalidade do Ano, pela Academia Paulista Cristã de Letras; Comenda Paul Harris, do Rotary Club e Membro Honorário da Força Aérea Brasileira.

veja também