Pra que milagre onde não há fé?

Não é engraçado como é fácil perdermos o foco do reino? Das boas novas? De Deus?

Fonte: Guiame, Mariana MendesAtualizado: quarta-feira, 6 de abril de 2022 18:19
(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Não sei você, mas me vejo constantemente questionando e duvidando de coisas que já me foram esclarecidas, mas esqueço e preciso compreender novamente. Me vejo constantemente esquecendo que Deus está no controle, me vejo querendo tomar as rédeas, me vejo entrando em desesperos com notícias ruins, me esqueço de descansar nele, me esqueço que Ele se importa, me esqueço de que Ele é soberano.

E por mais milagres, coisas sobrenaturais, curas, respostas e palavras que eu tenha vivido ou presenciado na vida de outros, ainda assim eu falho em me lembrar. Não é engraçado como é fácil perdermos o foco do reino? Das boas novas? De Deus?

Lendo os evangelhos e lendo um livro que fala sobre eles, percebi uma coisa interessante. Não é novidade, mas nunca tinha me chamado a atenção antes. Jesus realizou diversos milagres, curas, maravilhas, sinais e nada foi suficiente para muita gente, muitos não acreditaram Nele só porque Ele ressuscitou alguém, nem isso foi suficiente, aliás, Ele mesmo ressuscitar não foi suficiente pra uma multidão. Seus discípulos, mesmo convivendo com seu Mestre por tanto tempo, pouco antes de sua morte, um deles diz: “Mostra-nos o Pai”; eles ainda procuravam Deus quando Deus estava sentado bem a sua frente.

Sabe por que os milagres não fizeram efeito em tanta gente? Por que milagres raramente geram fé, o que acontece no geral é o contrário: fé é que gera milagres. O que vive falhando é nossa fé, o que vivemos esquecendo é de alimentá-la e cultivá-la. A boa notícia é que nosso Pai é um Pai de amor, graça e misericórdia, e sim, Ele se importa. Ele está pronto pra ouvir suas dúvidas, suas fraquezas e seus questionamentos, Ele está pronto pra te ajudar, te acolher e se você assim o quiser, te transformar por inteiro.

Como eu disse, Ele é um pai de amor, e amor não nasce por obrigação, amor não nasce por chantagem ou forçação de barra, amor nasce na liberdade, amor nasce na escolha de amar. Ele escolhe nos amar sempre, nos ama tanto que deu seu filho para que pudéssemos ser salvos mesmo sem o menor merecimento. A escolhe de O amar também fica em nossas mãos.

Ele não espera perfeição, Deus sabe do que não somos capazes. Mas Ele espera um coração entregue a Ele, sem reservas, com suas falhas, fraquezas e pecados, entregues em suas mãos para cuidar, amar, perdoas, salvar.

Pra que milagre onde não há fé? Os milagres acontecem, muitas vezes em pequena escala, como acordar pela manhã, por exemplo, mas muitos não se dão conta, porque milagres não convencem, milagres não adiantam por si só. Contudo, para aqueles que veem com os olhos da fé, para aqueles que enxergam o Deus de amor, a graça de Cristo, a vida em si é um verdadeiro milagre.

Por Mariana Mendes, escritora e estudante de Letras. Trabalha com mídias sociais e fundou o canal EntreLinhas. Filha do Pai e filha de pastor. É apaixonada por ver a rotina com novos olhares.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: 'De graça recebestes'

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições