MENU

A sina do sinistro

A sina do sinistro

Atualizado: Terça-feira, 21 Julho de 2009 as 12

Desastrado! Descoordenado! Foi assim que cedo aprendi que a minha canhotice era uma deficiência. Alguém me falou que Deus não gosta dos canhotos.

Mais tarde, consultando o Aurélio descobri que a segunda definição para o conhoteiro é inábil, desajeitado, desastrado. Horrorizado, li que algumas sociedades matam as crianças que revelam qualquer tendência para a esquerda.

A esquerda é a vizinha mais próxima da negritude. Se denegrir é diminuir alguém ao nível dos negros, quem escreve com a mão errada é sinistro. Ou seja, de mau agouro, fúnebre, funesto. Os corretores de seguro investigam prejuízos como sinistros. Portanto, os canhotos são quase sinônimo de incêndio, acidente, naufrágio.

Os comunistas estiveram na esquerda. As carteiras do colégio foram fabricadas para os destros. Estes sim, protótipos da habilidade. Destreza é dom e esquerdismo, maldição. A direita é ortodoxa, conservadora, proba. A esquerda, perigosa. Quando Deus separar os bodes das ovelhas, advinha para que lado ele lançará fora os bodes?

Nunca possuí uma caneta tinteiro. Como passo a mão por cima do que acabei de escrever, lambuzo a página. Sou escravo da BIC.

Mas nós, que fomos marginalizados, nos tornamos uma elite. Googlei "Canhotos famosos" e para minha alegria e redenção me surpreendi:

(http://members.tripod.com/~geniusbr/Avesso/famosos.html).

Quando Barack Obama assinou seu primeiro documento como presidente dos Estados Unidos, enchi o peito. Falei baixinho: "Que bom, mais um para redimir a nossa sina!".

Soli Deo Gloria.

Ricardo Gondim é pastor da Igreja Betesda de São Paulo e presidente da Convenção Nacional da denominação. Presidente do Instituto Cristão de Estudos Contemporâneos. Gondim é casado com Silvia Geruza Rodrigues, pai de três filhos - Carolina, 29; Cynthia, 27; e Pedro, 19 - e avô de Gabriela, Felipe e Felipe Naran. Nascido em 1954, em Fortaleza, Ceará, é formado em Administração de Empresas. Viveu nos Estados Unidos onde obteve formação teológica no Gênesis Training Center em Santa Rosa, Califórnia. Ministra palestras e conferências. É colunista das revistas evangélicas "Ultimato" e "Enfoque Gospel". Como escritor, Gondim é autor de livros como "O Evangelho da Nova Era", "Santos em Guerra", "Saduceus e Fariseus", "Creia na Possibilidade da Vitória", "É Proibido" - obra indicada ao prêmio Jabuti, de literatura brasileira -, "Artesão de uma Nova História", "Como vencer a Inconstância", "A presença imperceptível de Deus", "Do Púlpito 5", "O que os evangélicos (não) falam", "Creio, mais tenho dúvidas", e "Sem perder a Alma", o mais recente.

Site oficial:

www.ricardogondim.com.br

veja também