MENU

Onde posição e poder não significam muita coisa

Não é porque alguém tem uma posição de destaque que faz com que esta avance o reino.

fonte: Guiame, Saulo Porto

Atualizado: Quarta-feira, 27 Maio de 2020 as 2:38

(Foto: Crosswalk)
(Foto: Crosswalk)

O mestre uma vez estava andando com os seus discípulos, quando foi abordado pela mãe dos filhos de Zebedeu. Jesus pergunta então à mulher o que ela queria, e esta lhe responde: “Dize que estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino.” Mat 20:21

A resposta de Jesus é incrível. Surpreendente. Ele consegue mostrar de uma forma tão nua e crua, a natureza do reino de Deus... e eu não sei se estamos preparados para tal. Então Ele diz: “Não sabeis o que pedis” e depois explica que é o Pai quem escolhe quem fica aonde. Depois, e fala que os príncipes dos gentios é que são dominados por esta ideia.. no final ele ensina aos discípulos: “Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso servo” (Mat 20:26-28)

Eu particularmente considerei um pedido estranho... e fiquei pensando o que estava por trás disso. Na verdade, o que fez com essa mulher fizesse aquela petição é a ideia que, de acordo com a posição que você ocupa (inclusive no Reino), isso trará alguns benefícios. Essa ideia de que posição traz poder não é atual. Muitas pessoas ainda hoje confundem posição com poder. Pode até ser que nos reinos do mundo isso aconteça, mas não é assim no reino de Deus.


1 – O Reino não tem nada a ver com posição, mas com relação. O Reino é muito mais horizontal do que vertical. Expande o Reino não aquele que sobe, mas aquele que se rodeia de pessoas, levando graça e reconciliação. Jesus não considerava importante separar alguns especificamente para estarem ao seu lado direito ou esquerdo. Ele simplesmente chama os discípulos para servirem.

2 – Liderar no Reino é mais serviço sacrificial do que posicionamento estratégico. Sinceramente, acho estranho que entra no Reino em busca de ser honrado. Pelo exemplo de Jesus, a preocupação dos filhos é apenas fazer a vontade do Pai. (Jo 5:19-20)

3 – Não tem como servir a dois senhores. Jesus disse nesse diálogo que os príncipes dos gentios é que agem assim. Ou seja, os gentios, que não conhecem o Pai, confiam mais na posição e no poder, de tão inseguros que são. Os príncipes dos gentios, chamam manipulação de “liderança”, e controle de “cobertura”. Quando os príncipes dos gentios, que não servem ninguém, mas querem ser servidos, entram pelas portas das comunidades alegando o direito de conduzir, podemos ter certeza que veremos muitos tipos de abuso de autoridade.

Mas repito o que Jesus disse: “ Não será assim entre vós”. Porém, só vejo isso como realidade quando, deixarmos de nos iludir com as performances humanas, com as eloquências lubridiosas e com as vaidades fúteis. É uma palavra forte, eu sei.

O que fazer então? No reino, tem autoridade quem tem caráter. Não é porque alguém tem uma posição de destaque que faz com que esta avance o reino. O Mestre já nos mostrou que esvaziando-se de seu poder, estabeleceu o reino de amor. Então, para que retroceder aos métodos do mundo? É certo que a posição não traz poder, muito menos a autoridade. Se quisermos uma mudança melhor para um Brasil melhor, precisamos de uma proposta melhor do que significa liderar no reino de Deus.

Por Saulo Porto, teólogo e pastor, missionário da Missão Mãos Estendidas em Portugal e África, professor de Cosmovisão Bíblica na Jocum e estudante de Psicologia na Universidade do Algarve. Casado com a Juliana, com quem tem duas filhas, Alice e Nadine.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Precisamos de mais discípulos do que de crentes

veja também