Proteja sua família do alcoolismo

Proteja sua família do alcoolismo

Atualizado: Quarta-feira, 20 Abril de 2011 as 10:53

Dá para proteger um filho de um atropelamento na rua dando a mão para ele atravessar. Evitar que pegue chuva ou que saia de casa com estranhos. Mas, como livrar a criança dos   maus-tratos   de um   pai alcoólatra ? "A mãe deve explicar que o pai tem uma doença e cuidar de si mesma para poder ajudar o filho", esclarece Neliana Figlie, professora de pós-graduação em psiquiatria.

Trauma de infância

Cerca de 17 milhões de brasileiros sofrem com o alcoolismo e afetam a vida de 51 milhões de pessoas. "Ansiedade, depressão e distúrbios de comportamento são mais comuns em filhos de alcoolistas. Eles têm de quatro a seis vezes mais probabilidade de desenvolver problemas com o álcool", diz Carina Nasser, psicóloga, de São Paulo. A mãe também sofre por ela e pelo filho. "60% das mulheres de alcoólatras apresentam depressão ou ansiedade", revela Neliana. Por isso é preciso cuidar mais de você, procurar ajuda médica para se fortalecer. O mais importante é proteger seu filho e amenizar os traumas. Dê a mão para o seu menino e, juntos, mudem o rumo dessa história.

Veja como ajudar o seu filho Brinque mais:   a criança que sofre com um pai alcoólatra e uma mãe em depressão ou ansiosa acaba agindo como adulta. "Ela protege os irmãos mais novos e até trabalha para ajudar a mãe", diz Neliana. Nos momentos livres, crie brincadeiras com ela.

Ajude o seu filho a estudar:   às vezes, essa criança pode ter desempenho abaixo da média. "Sofre com insegurança, falta de autoestima, apatia ou agressividade", diz Neliana. Ofereça ajuda para estudar com ela.

Crie atividades:   tente ocupar a maior parte do tempo livre do seu filho com aulas de religião, música, dança e, se ele for jovem, com cursos profissionalizantes.

Dê o exemplo:   crie situações em que ele possa conhecer outros adultos com comportamentos saudáveis, para que tenha exemplos bons.

Diga "Eu te amo":   mostre como seu filho é amado. Beije, abrace e converse. E dê limite quando for preciso. Não é porque ele sofre com isso que pode fazer tudo.

Como agir quando... O pai bebe, promete coisas e depois esquece

A mãe deve explicar que o pai tem uma doença e que não consegue cumprir o prometido. Depois, mostrar ao pai que ele está perdendo a chance de ser amigo do filho.

O pai bebe e fica violento com os filhos

A mãe deve evitar que a criança fique sozinha com ele e, caso aconteça uma agressão, deve levá-la para um ambiente seguro.

O pai bebe e se deprime

Alimentação e hidratação ajudam, mas não resolvem. É preciso levá-lo a um médico. E jamais trate o como coitado.

O pai bebe e tira dinheiro de casa, deixando a família passar necessidade

A mãe deve deixar claro para o pai que seus pertences de maior valor estarão guardados em local seguro até que ele faça tratamento médico.    

veja também