Adolescentes judeus ajudam a resgatar homem com tatuagem nazista de afogamento

Após ajudarem a resgatar o homem, os quatro adolescentes viram a suástica tatuada na mão dele, mas não se arrependeram da boa ação.

fonte: Guiame, com informações do NBC Boston

Atualizado: Terça-feira, 28 Maio de 2019 as 9:09

O homem resgatado pelos adolescentes judeus tem o conhecido símbolo judeu tatuado na mão. (Foto: Independent)
O homem resgatado pelos adolescentes judeus tem o conhecido símbolo judeu tatuado na mão. (Foto: Independent)

Era tarde da noite quando um grupo de adolescentes judeus passeava pelo parque de Chestnut Hill, em Massachusetts.

O agente da polícia do Boston College, Carl Mascioli, estava em patrulha e foi acionado pelos adolescentes para verificar uma ocorrência. Um corpo havia sido enontrado no lago do parque.

"Quando me aproximei deles, dois deles correram para o meu carro", disse o patrulheiro. "Havia um corpo na água."

Mascioli correu pelo barranco e encontrou um homem parcialmente submerso e sem se mexer.

"Enquanto eu o puxava para fora da água, também observei que ele tinha uma suástica na mão", disse Mascioli.

O homem que os meninos judeus ajudaram a resgatar tinha uma tatuagem do símbolo nazista, e Mascioli contou-lhes sobre isso.

"Eu meio que deixo os senhores saberem que, às vezes, algumas ocorrências têm uma maneira inusitada de se desenrolar", disse o oficial. "Uma grande reviravolta sucedeu a boa ação desses garotos".

Os estudantes, que estudam em uma escola de Yeshiva em Brighton, não foram autorizados a falar com a mídia local sobre o incidente, mas eles fizeram um pedido ao oficial: queriam que o policial contasse ao homem que adolescentes judeus ajudaram em seu resgate.

"Eles queriam apenas que ele soubesse que foram quatro jovens garotos judeus que ajudaram a salvar sua vida", lembrou Mascioli, que disse que os estudantes não se arrependem de ter ajudado um homem com uma tatuagem que remete ao nazismo. "Uma boa ação é uma boa ação e isso faz parte da vida. Devemos ajudar todo mundo".

Ainda não se sabe como e porque o homem chegou ao lago. Mas a polícia diz que ele já não tinha mais muito tempo para sobreviver e que, se não fosse pela ajuda daqueles adolescentes, o patrulheiro provavelmente não o teria visto na água. O homem segue internado e os oficiais esperam que ele se recupere totalmente.

veja também