Ondas enormes se levantam do Mar da Galileia pela primeira vez em 30 anos

Através das redes sociais, os usuários compartilharam vídeos no qual a água do lago é abruptamente levantada com ondas enormes.

fonte: Guiame, com informações do Haaretz e Evangélico Digital

Atualizado: Segunda-feira, 13 Abril de 2020 as 2:35

Ondas enormes se levantam e invadem bordas do Mar da Galileia. (Foto: Reprodução/YouTube)
Ondas enormes se levantam e invadem bordas do Mar da Galileia. (Foto: Reprodução/YouTube)

O nível da água do Lago Kinneret - mais conhecido como o Mar da Galileia - subiu 6 centímetros no fim de semana e no domingo estava apenas 21 centímetros abaixo de sua "linha superior vermelha", o nível em que o lago transborda e inunda casas em comunidades às suas margens.

Após um fim de semana de fortes chuvas e do intenso fluxo resultante nos córregos que alimentam o Kinneret, o lago atingiu 209,1 metros abaixo do nível do mar.

Lago de água doce, o Mar da Galileia começou a transbordar abrupta e inesperadamente com ondas enormes, fenômeno que não ocorria há mais de 30 anos.

Através das redes sociais, os usuários compartilharam vídeos no qual a água do lago é abruptamente levantada com ondas enormes.

Tempestades

Os Evangelhos descrevem várias tempestades com enormes ondas no Mar da Galileia, chegando a amedrontar os discípulos de Jesus.

O Mar da Galileia é de grande importância para o povo de Israel, pois é o lugar onde, de acordo com a Bíblia, vários dos discípulos de Jesus pescavam. Também é relatado como o local onde Cristo acalmou a tempestade e onde ele andou sobre as águas.

A Bíblia descreve várias tempestades com ondas enormes no interior do Mar da Galileia. Um fenômeno mais frequente do que o fato de as ondas ultrapassarem os limites desse enorme lago.

A tempestade mais violenta e efêmera mencionada nos Evangelhos foi causada pelo vento oeste, ao pôr do sol, e pode ser lida em Mt 8:23-27; Mc 4:35-41; Lc 8:22-25.

O outro, mais persistente e já à noite, com a direção do vento neste caso duvidosa, pode ser visto no Mt 14:24-34; Mc 6:45-51; Jo 6:16-21.

A origem das tempestades

O arqueólogo J. Gonzalez Echegaray explica por que, apesar de ser um lago, ocorrem tempestades no mar da Galileia: “O fato [acontece devivo] o lago estar em um ambiente montanhoso, especialmente no norte, onde o Hermon, com suas montanhas cobertas de neve 2.750 m é visível da água em dias claros e, acima de tudo, a profunda depressão da superfície deste lago, a mais de 200 metros abaixo do mar Mediterrâneo não muito distante, frequentemente cria instabilidade no clima, que normalmente é quente e calmo, o que resulta na presença inesperada de um vento forte, que ondula as ondas, que às vezes podem exceder até 2 m de altura"

Essas tempestades repentinas ocorrem, especialmente no verão, no final da tarde, com ventos do oeste e geralmente não duram muito, enquanto no inverno podem fazê-lo com os ventos que descem das colinas de Golã, que são menos violentas, mas mais durável.

Assista:

veja também