Aumento da perseguição aos cristãos na Índia supera outros países da Ásia

Os ataques aos cristãos nos país têm sido considerados extremos e assustadores por entidade ligada ao Portas Abertas.

fonte: Guiame, com informações do Express

Atualizado: Sexta-feira, 22 Fevereiro de 2019 as 3:32

A perseguição cristã cresceu exponencialmente na Índia nos últimos 5 anos, segundo a The Charity. (Foto: Reprodução/Getty)
A perseguição cristã cresceu exponencialmente na Índia nos últimos 5 anos, segundo a The Charity. (Foto: Reprodução/Getty)

Um especialista em perseguição religiosa do The Charity, uma organização beneficente cristã ligada ao Portas Abertas, revelou que, surpreendente, a Índia está se tornando o país da Ásia onde a perseguição aos cristãos tem sido considerada extrema e assustadora nos últimos cinco anos.

Segundo relatórios, o país tem registrado ataques são violentos aos cristãos com prisões, torturas, penas de morte e decapitações.

Segundo o funcionário da The Charity, cujo nome não foi revelado, eles estão surpresos com a perseguição que vem acontecendo na Índia, que cresce há cinco anos.

Ele conta que a perseguição é mais acirrada em determinados estados como, como Odisha e Pradesh. “Podemos definitivamente ver nesses lugares uma verdadeira escalada de violência e perseguição”, diz.

O funcionário acrescentou que uma narrativa de que o cristianismo não faz parte da identidade indiana está começando a se desenvolver entre muitos políticos de alto escalão, que implantam um sentimento nacionalista na população como estratégia de banir o cristianismo. “Se é da Índia tem que ser hindu”, eles dizem.

“Então, infelizmente, há muito extremismo hindu que se desenvolveu na Índia e também é muito nacionalismo e conecta a identidade nacional de ser índio com o hinduísmo”, diz o funcionário da The Charity.

Segunda classe

Os cristãos na Índia são considerados cidadãos de segunda classe ou de castas inferiores. “Muitas pessoas veem os cristãos e pessoas que não são da fé hindu como uma espécie de cidadão de segunda classe. E se você é um cidadão de segunda classe, então você tem diferentes níveis de direitos e você tem um nível diferente de extensão em que você pode ter direito a certas coisas”, explica o funcionário da The Charity.

Ele conta que esse tipo de ideia provoca mais violência. “Infelizmente, no extremo, isso se manifesta através de violência e espancamentos”. Para The Charity, a perseguição aos cristãos está piorando e é improvável que mude rapidamente.

Os cinco principais países para perseguição cristã, segundo a organização beneficente, foram Coreia do Norte, Afeganistão, Somália, Líbia e Paquistão.

A Índia ficou em décimo lugar na lista, pouco acima da nação devastada pela guerra, a Síria. “É definitivamente uma surpresa para muitas pessoas que a Índia esteja tão no topo da nossa lista”, explica a The Charity.

Eles falam que esse espanto se deve ao fato de a Índia ser a maior democracia do mundo e um país que quer colocar o homem no espaço até 2022.

veja também