Com influência de imigrantes latinos, Espanha vive aumento de evangélicos

O crescimento da fé evangélica coincide com a queda de católicos praticantes no país dominado pelo catolicismo.

Fonte: Guiame, com informações de Religion News ServiceAtualizado: sexta-feira, 7 de janeiro de 2022 18:53
O crescimento da fé evangélica coincide com a queda de católicos praticantes no país. (Foto: Hillsong Church Espanha).
O crescimento da fé evangélica coincide com a queda de católicos praticantes no país. (Foto: Hillsong Church Espanha).

A onda de imigrantes latinos que chegam à Espanha buscando uma vida melhor, está causando uma grande transformação no país dominado pelo catolicismo há muito tempo. O número de evangélicos está crescendo, enquanto a quantidade de católicos diminui. 

Em 1996, quando Kent Albright, um missionário batista dos Estados Unidos, chegou à Espanha, a realidade era bem diferente. O pastor se deparou com a hostilidade à fé evangélica e até mesmo perseguição da maioria católica. Kent recebeu insultos, ameaças e multas da polícia, por distribuir folhetos evangelísticos nas ruas de Salamanca. 

“A animosidade social era grande. Eles nunca tinham visto um protestante em sua vida”, contou o missionário a Religion News Service, se recordando de uma mulher que sussurrou: “Seja grato por não atirar pedras em você”.

Kent não imaginou que 25 anos depois de sua chegada atribulada, ele testemunharia uma expansão da fé protestante no país católico. Hoje, ele pastoreia uma igreja com 120 membros, assim como as mais de 20 congregações evangélicas na cidade. 

A maioria dos fiéis evangélicos são imigrantes da América Latina. Cerca de 80% da congregação do pastor Kent são latinos. O número expressivo reflete a onda de imigrantes na Espanha nos últimos anos. De acordo com a Religion News Service, hoje existem cerca de 7,2 milhões de imigrantes no país espanhol.

“A Bíblia diz que não existem etnias, não existem raças. Não desço a rua pedindo, nem peço passaporte na porta da igreja”, declarou Kent.

O missionário relatou, maravilhado, que no curso que ministra para 6 diáconos, existe um aluno da Venezuela, Peru, Colômbia e Equador. 

Imigrantes acolhidos pela Igreja evangélica

Ao chegarem na Espanha, os imigrantes latinos se identificam mais com a Igreja evangélica, onde são acolhidos no corpo de Cristo. Como o casal venezuelano, Luis Perozo, 31, e Narbic Escalante, 35, membros da congregação do pastor Kent. 

Eles chegaram ao país em fevereiro de 2020. Luis, um ex-policial, trabalha numa lavanderia de um hotel e sua esposa Narbic é enfermeira num asilo. “Fui católica por toda a vida”, disse Narbic. “Quando cheguei a Salamanca, entrei na igreja católica, olhei para todos os lados, disse olá e eles me ignoraram. Fui a várias igrejas católicas, não senti absolutamente nada”.

Então, o casal venezuelano visitou a igreja de Kent, onde um tio de Luis, que também havia emigrado, já congregava. “No dia seguinte, o pastor Kent estava nos ajudando a encontrar uma casa, eletrodomésticos e utensílios de cozinha. Ele fez nossa mudança com sua van”, afirmou Narbic.

A venezuelana elogiou o acompanhamento pastoral de Kent, o louvor animado e a ênfase menor na oração repetitiva em sua igreja. “Definitivamente, me sinto melhor aqui do que na Igreja Católica. Isso me permite viver mais livremente, com menos inibições”, revelou.

O pastor Kent diz que outros imigrantes latinos têm reações semelhantes às do casal. Quando vão à igreja católica, “eles não sentem que seus problemas são compreendidos”, explicou. “Os latinos geralmente desejam participar da adoração. Eles precisam ter uma participação ativa na celebração. A Igreja Católica parece estática para eles”.

Nedyt Lescano, um argentino que chegou à Espanha em 2000 e que também é pastor de uma igreja em Salamanca, relata a mesma percepção em relação aos latinos. “Os imigrantes se sentem solitários e isolados, em um país estranho, e aqui [na igreja] eles recebem amor e abraços. Eles vêm aqui e compartilham, tiram quilos de peso e ansiedade de seus corpos e mentes”, afirmou. 

Crescimento evangélico no país católico

Segundo o Observatório do Pluralismo Religioso do Ministério da Justiça, em 1998 havia cerca de 96 mil evangélicos na Espanha. O último censo oficial, feito em 2018, revelou que 1,96% dos espanhóis são protestantes, representando mais de 900 mil fiéis.

O crescimento dos evangélicos no país coincide com a diminuição do número de católicos praticantes. De acordo com o Centro de Pesquisas Sociológicas, 62% da população espanhola se declara católica. Em 2000, 85% dos espanhóis abraçavam o catolicismo e 98% em 1975.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições