Cristãos abrem suas casas para refugiados que fogem da guerra na Ucrânia

Em Lviv, milhares de ucranianos chegam de trem e recebem ajuda e abrigo da comunidade cristã da cidade.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: quinta-feira, 3 de março de 2022 20:02
Em Lviv, milhares de ucranianos chegam de trem e recebem ajuda da comunidade cristã. (Foto: Reprodução/CBN News).
Em Lviv, milhares de ucranianos chegam de trem e recebem ajuda da comunidade cristã. (Foto: Reprodução/CBN News).

Uma crise humanitária está se formando no oeste na Ucrânia, onde mais de 700 mil ucranianos fogem da guerra em busca de refúgio em países vizinhos. Os cristão em Lviv estão se unindo para ajudar os refugiados que chegam na estação de trem da cidade, com apenas uma mala ou uma mochila.

Três mulheres que chegaram de trem em Lviv foram abrigadas pela cristã Anastasia Mochar em seu pequeno apartamento, que divide com seu irmão. "Não sei por quanto tempo ficarei aqui porque é muito difícil fazer planos", disse uma das refugiadas, Anna Romankenko, à CBN News.

Outra, chamada Anna Tkanchenko, fugiu de Kharkiv, a cidade onde morava e que teve a prefeitura bombardeada por forças russas na terça-feira (1). "É realmente difícil ouvir as notícias e ver as fotos do seu bairro, os lugares onde você frequentou, vê-los destruídos é tão triste", afirmou ela.

Assim como muitos moradores de Lviv, Anastasia, uma cristã de 22 anos, decidiu abrir sua casa para as três mulheres, mesmo sem as conhecer. 

"Isso é totalmente normal para mim porque fui criado em uma família onde nossa casa estava aberta a outras pessoas. Estávamos sempre ajudando as pessoas que passavam por momentos difíceis”, declarou Anastasia.


A cristã Anastasia (a primeira à esquerda) recebeu três refugiadas em seu apartamento. (Foto: Reprodução/CBN News).

No último final de semana, a igreja onde a jovem congrega também abrigou refugiados, transformando os escritórios da congregação em quartos temporários para famílias. 

"Haverá muito mais refugiados chegando. Não temos certeza do que vai acontecer a seguir, mas a comunidade cristã aqui está pronta para ajudar a fornecer abrigo e qualquer outra coisa que possamos fazer", ressaltou Volodymyr Bilyk, pastor da Spring of Life Church. 

Em Lviv, a cena de famílias se separando se repete a cada dia. Enquanto mulheres e crianças fogem para Polônia, os pais de família permanecem para lutar. O ucraniano Pavlo Bilodid precisou se despedir de sua esposa e da filha Maria, de dois anos. 

“É terrível porque foi tão inesperado e ninguém estava preparado para essa situação”, confessou Pavlo em entrevista à CBN News.

De acordo com a ONU, o fluxo de refugiados ucranianos pode chegar a 5 milhões de pessoas nas próximas semanas, enquanto a invasão russa avança.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições