Cristãos da Ásia concluem traduções do Novo Testamento em 15 idiomas

Atualmente, cerca de 1,5 bilhão de pessoas têm apenas uma Bíblia parcial.

Fonte: Guiame, com informações do Mission Network NewsAtualizado: segunda-feira, 13 de junho de 2022 16:43
Projeto de tradução foi feito por pessoas locais. (Foto: unfoldingWord)
Projeto de tradução foi feito por pessoas locais. (Foto: unfoldingWord)

Em países como o Brasil, a Bíblia está ao alcance de qualquer pessoa, em diversas versões diferentes. Mas em uma escala global, muitos cristãos estão longe dessa realidade.

De acordo com a Wycliffe Global Alliance, 1,5 bilhão de pessoas têm apenas uma Bíblia parcial — ou seja, não contém todos os livros do Antigo e Novo Testamento. Deles, 220 milhões de pessoas em 3.883 grupos linguísticos não têm nada.

Aos poucos, essa estatística está começando a mudar. No sul da Ásia, cristãos locais concluíram recentemente as traduções do Novo Testamento em 15 idiomas, falados por 9 milhões de pessoas. 

Este trabalho “não foi feito por missionários ocidentais, foi feito pelas pessoas que vão usar”, disse David Reeves, CEO da unfoldingWord, uma organização que atua na tradução de Bíblias.

Reeves continuou: “Em meio a alguns obstáculos difíceis — surtos de Covid, lockdown, dificuldades econômicas sérias, perseguição — eles continuaram trabalhando nisso porque queriam esses textos. Eles estavam cansados ​​de esperar que alguém aparecesse [e fizesse o trabalho].”

A unfoldingWord apoia redes de plantação de igrejas em aldeias, em um projeto chamado “Tradução da Bíblia Centrada na Igreja”.

“Estamos sempre trabalhando com movimentos de plantação de igrejas em grande escala, pessoas que estão fazendo trabalho entre grupos de pessoas não alcançadas, pressionando em áreas onde o nome de Jesus não é conhecido”, conta Reeves.

Os cristãos neste país, que não foi revelado, conseguiram fazer o trabalho de tradução com treinamento, orientação, ferramentas e recursos da organização. “Nós fornecemos essas coisas, então eles conseguiram tocar o projeto”, observa Reeves.

Por fim, o líder da organização relata a emoção das pessoas ao receber a Bíblia em seu idioma: “É muito divertido ver a alegria nos corações deles, porque são pessoas que nunca tiveram uma Bíblia em seu idioma”, afirma. “Não é só 'oh, há uma versão nova na prateleira da livraria local.' É a primeira versão da história na linguagem do idioma deles.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições