Escola cristã tomada pelo Estado Islâmico é reconstruída e recebe alunos de volta

Além da escola, casas e igrejas foram reconstruídas com apoio da missão Portas Abertas.

fonte: Guiame, com informações do Faithwire

Atualizado: Sexta-feira, 20 Setembro de 2019 as 11:29

Ruínas deixadas por terroristas do Estado Islâmico. (Foto: Carl Court/Getty Images)
Ruínas deixadas por terroristas do Estado Islâmico. (Foto: Carl Court/Getty Images)

Uma escola cristã que foi invadida por militantes do Estado Islâmico reabriu e recebeu de volta cerca de 130 alunos nas aulas.

A escola primária de St. Joseph em Qaraqosh foi tomada pelos terroristas em 2014, depois que o grupo invadiu a área local. A escola havia acabado de ser concluída quando o Estado Islâmico invadiu a cidade - era tão nova que os alunos ainda não a estavam frequentando no momento em que foi destruída.

A instalação foi saqueada e transformada em uma base de operações do EI. Finalmente, depois que o grupo foi expulso por uma ofensiva do exército, a escola destruída foi retomada.

Após muito trabalho e dedicação da comunidade local e da perseguição à organização cristã Portas Abertas, a escola está reabrindo e acolhendo os alunos de volta às salas de aula.

"Recentemente, as crianças puderam retornar à cidade e, graças ao seu apoio, a antiga base do exército do EI foi transformada de volta ao seu objetivo original: uma escola", informou a Portas Abertas recentemente.

"Por sua causa, essas crianças corajosas podem sonhar novamente", disse aos apoiadores da igreja perseguida.

"Muitas casas, escolas e igrejas destruídas pelo EI já foram reformadas ou reconstruídas com o seu apoio", acrescentou a Portas Abertas. "Os projetos de advocacia começaram e nossos projetos de atendimento ao trauma estão em funcionamento, graças a você."

Sonhos

A Portas Abertas contou alguns dos sonhos e aspirações de muitos daqueles estudantes que voltaram para começar seu ano acadêmico em St. Josephs.

"Meu sonho é que tenhamos paz em nosso país e colaboremos", disse Basma, 11 anos. "Espero que muitas pessoas de todo o mundo venham visitar nossa cidade."

Yousif disse esperar que o Estado Islâmico nunca retorne ao lugar que chama de lar. Qualquer que seja o futuro, ele está confiando em Jesus. "Quando a tempestade chegar, Jesus diz a seus discípulos para não terem medo", explicou.

"Se você der aos alunos uma boa educação, eles serão os líderes, médicos, engenheiros de muitas partes do Iraque, serão as pessoas que trarão mudanças para o Qaraqosh no futuro", disse o padre Ammar Siman, que supervisiona a escola, segundo Hoje Cristão. "É por isso que precisamos investir em educação."

veja também