“Evangelho na prática”: Igreja celebra aniversário tirando família de barracão

Em vez de fazer uma grande festa, igreja em Manaus decidiu usar recursos na construção de casas para famílias carentes.

fonte: Guiame, com informações das Notícias Adventistas

Atualizado: Terça-feira, 13 Abril de 2021 as 2:41

Katiane e as filhas, Kaiany e Layza, foram beneficiadas com uma casa. (Foto: Alex Simões)
Katiane e as filhas, Kaiany e Layza, foram beneficiadas com uma casa. (Foto: Alex Simões)

Uma igreja no bairro Cachoeirinha, em Manaus (AM), celebrou seu aniversário de 65 anos com um compromisso firmado há cinco anos: usar os recursos não para fazer uma grande festa, mas sim ajudar aqueles que mais precisam.

A Igreja Adventista de Cachoeirinha costumava fazer celebrações tradicionais de seu aniversário todos os anos, até que, em 2016, a liderança definiu que os recursos seriam usados para ajudar pessoas carentes, com o foco em reformas e construções de casas.

Este ano, uma das beneficiadas pelos recursos da igreja foi Katiane Queiroz da Silva. Um grupo de membros a conheceu enquanto distribuía sopa em locais carentes de Manaus, e se deparou com a condição precária de Katiane e suas duas filhas, Kaiany e Layza.

“Naquele dia nós não tínhamos nada para comer. As minhas filhas estavam com muita fome”, disse Katiane ao site Notícias Adventistas. 

Uma das voluntárias, Maria Rosa, se aproximou da família, pegou o número de telefone e passou a ter um contato mais próximo. “Desde lá, minha vida mudou”, afirma Katiane.

Katiane recebeu não apenas comida, mas dois quartos, sala de estar e jantar, banheiro, lavanderia, com o apoio de toda a igreja. Embora o projeto tenha levado quatro meses para ser concluído, devido à pandemia, a casa foi entregue à família na manhã deste domingo (11).

“Concluir a casa dela foi uma satisfação e uma alegria”, disse Edilson Fernandes, formado em Arquitetura e um dos líderes da igreja, que esteve à frente da construção.

Todo o enxoval da casa nova e os móveis também foram doados por voluntários da igreja. “Hoje me sinto uma pessoa feliz ao lado de Jesus. Peguei a chave da minha casa e sei que Deus não abandona Seus filhos. Só tenho a agradecer a Ele e a cada irmão que se envolveu nessa obra. Agora é continuar perseverando com a esperança de que um dia estaremos juntos com Jesus”, conclui Katiane.

“É um sentimento que aquece o coração. Demonstra o evangelho na prática, que abrange da preocupação com a dignidade humana em suas necessidades básicas à salvação e vida eterna. Fico feliz pela forma como os irmãos praticam isso”, destaca o pastor Cleber Eustáquio, da igreja de Cachoeirinha.

veja também