Idoso sul-coreano é preso no Nepal por distribuir Bíblias

Cho Yusang, de 73 anos, foi preso em julho por oferecer literatura cristã aos nepaleses.

fonte: Guiame, com informações do Express

Atualizado: Quinta-feira, 15 Agosto de 2019 as 9:50

Cristãos nepaleses participam de um culto na aldeia da Lapa em Dhading, a noroeste de Katmandu. (Foto: Reprodução/AFP)
Cristãos nepaleses participam de um culto na aldeia da Lapa em Dhading, a noroeste de Katmandu. (Foto: Reprodução/AFP)

Um cristão idoso que foi preso no Nepal por distribuir bíblias precisou ser internado no hospital depois de passar duas semanas traumáticas na cadeia.

Líderes cristãos no Nepal estão fazendo pedidos de unidade contra a perseguição, que está subindo para níveis de quase genocídio em algumas partes do mundo, como praticado pelos terroristas do Boko Haram.

O norte-coreano Cho Yusang, de 73 anos, foi preso em 23 de julho por convencer os nepaleses a receber literatura cristã.

Após sua prisão do Sr. Yusang, a polícia invadiu o quarto e confiscou todas as Bíblias e literatura cristã que encontrou.

O pastor Sagar Baiju, um líder cristão no Nepal, adverte que a polícia e os políticos estão mirando os cristãos: “Quando viajo para países estrangeiros, carrego minha identidade de nepalês e de cristão, então eu sempre carrego minha Bíblia”.

O pastor diz que essa atitude é criminosa no Nepal. "É crime, quando turistas estrangeiros vêm ao Nepal para visitar o país ou amigos e trazem sua Bíblia”, disse.

Após a prisão do Sr. Yusang, a polícia invadiu seu quarto e confiscou todas as Bíblias e literatura cristã que encontrou.

O pastor Baiju disse que os cristãos estão sendo “guetizados” como criminosos no Nepal.

"Nas escolas dirigidas por hindus, eles fazem as crianças realizar Saraswati Vandana [um mantra hindu comum] em sua devoção matinal, e ninguém se opõe a isso”, compara.

“Então, por que é um crime, se uma escola cristã faz as crianças dizerem a Oração do Senhor?”, questiona. "Por que as objeções são levantadas e os cristãos são guiados como criminosos?", continua.

O pastor diz que “há uma necessidade de cristãos [de todo o mundo] se unirem e levantar a questão com voz única" no Nepal.

Criminoso

A polícia prendeu o idoso Yusang junto com outros dois estrangeiros que também estavam distribuindo material religioso. O sul-coreano foi preso sob a acusação de abusar de seu visto, já que estava no país com um visto específico para negócios.

Apesar de ter sido libertado da prisão, o Sr. Yusang está sofrendo com várias complicações de saúde e precisará de algum tempo para se recuperar.

Tanka Subedi, presidente do Fórum de Liberdade Religiosa do Nepal (RLFN), disse à Star News: “Embora ele estivesse fora do hospital, ele também estava se sentindo tonto esta manhã. Sua saúde ainda não é boa. Ele não quer voltar para o hospital, porque não tem muito dinheiro sobrando.

A acusação de “tentativa de conversão” sob o Artigo 158 (1) do Código Penal do Nepal de 2017 prevê cinco anos de prisão e ou uma multa de até 50 mil rúpias nepalesas (US$ 445), de acordo com Subedi.

O Nepal ficou em 32º lugar na lista de observação cristã World Doors, em 2019, dos países onde é mais difícil ser cristão.

veja também