Jogador cristão da NBA doa salário anual para construir hospital no Congo

Bismack Biyombo irá doar todo salário de US$ 1,3 milhão para ajudar a melhorar a saúde do seu país natal.

Fonte: Guiame, com informações de FaithwireAtualizado: quinta-feira, 17 de março de 2022 19:50
Bismack Biyombo irá doar todo salário de 1,3 milhão de dólares para o projeto social. (Foto: YouTube/Bismack Biyombo Foundation).
Bismack Biyombo irá doar todo salário de 1,3 milhão de dólares para o projeto social. (Foto: YouTube/Bismack Biyombo Foundation).

O cristão Bismack Biyombo, um famoso jogador da NBA, se comprometeu a doar todo seu salário anual de 1,3 milhão de dólares de 2022, para construir um hospital na República Democrática do Congo, seu país natal.

A estrela do Phoenix Suns, de 29 anos, afirmou que o projeto social será uma homenagem a seu pai, François Biyombo, que faleceu no ano passado. 

Impactado pela morte do pai, Bismack passou um tempo longe das quadras em 2021, reavaliando sua vida e carreira. O cristão disse que decidiu dedicar seu próximo ano no basquete para uma causa maior.

“Enquanto eu estava tentando descobrir como encontrar algo que me motivasse este ano, lembro que um dia, peguei o telefone e liguei para meu agente. E disse que a única maneira de fazer isso era se encontrássemos uma situação que eu jogasse por alguma causa”, revelou o cristão em vídeo divulgado por sua fundação.

O jogador refletiu sobre a falta de assistência médica que seu pai enfrentou no Congo e como ele teve condições de o levar à Europa para receber um tratamento melhor. Então, Bismack decidiu contribuir para melhorar o acesso à saúde em sua terra natal.

“Este ano eu queria fazer algo para o meu pai, porque ele passou a maior parte de sua vida trabalhando para mim e meus irmãos e atendendo as pessoas. Eu disse ao meu agente  que meu salário deste ano seria para a construção de um hospital para dar esperança aos desesperados”, explicou o atleta.

O cristão disse que espera que sua contribuição dê às pessoas de seu país melhores condições de saúde e que salve muitas vidas. 

“Este ano será significativo para mim. Não é apenas o desejo de ir para o campeonato, mas também o desejo de salvar vidas. E no final desta temporada, eu realmente quero poder olhar para trás e dizer: 'Dediquei esta temporada ao meu pai'”, declarou.

O ato de generosidade do astro da NBA acontece quando a pobreza devasta a República Democrática do Congo. De acordo com o Banco Mundial, 73% da população congolesa vivia com menos de US$ 1,90 por dia, em 2018.




Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições