Pastor abre igreja para desabrigados durante enchente em Minas Gerais

A cidade de Santa Luzia foi tomada pela água, após o Rio das Velhas transbordar com as fortes chuvas.

Fonte: Guiame, Cássia de OliveiraAtualizado: terça-feira, 11 de janeiro de 2022 20:14
 A igreja também está distribuindo refeições para a comunidade afetada. (Foto: Instagram Elias Amâncio/Juvenal da Silveira).
A igreja também está distribuindo refeições para a comunidade afetada. (Foto: Instagram Elias Amâncio/Juvenal da Silveira).

No sábado (8), os moradores de Santa Luzia, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, foram surpreendidos por fortes chuvas, que fizeram o Rio das Velhas transbordar e inundar o município.

De acordo o jornal local Noticiando Santa Luzia, os bairros localizados às margens do rio foram tomados pela água, obrigando os moradores a abandonarem suas casas. A enchente, considerada a pior em anos, também atingiu avenidas e estabelecimentos comerciais da cidade.

As duas pontes sobre o Rio das Velhas foram interditadas pela Defesa Civil e Santa Luzia permaneceu ilhada e sem acesso até esta segunda (10), segundo o jornal Estado de Minas. A prefeitura decretou estado de emergência e pedidos de doações começaram a ser feitos. 

Em meio ao desespero das muitas famílias que lutavam para salvar suas vidas e seus pertences, o pastor Juvenal da Silveira, da Assembleia de Deus, abriu as portas da igreja para os desabrigados, incluindo sua própria família. O líder também teve sua casa inundada, onde mora com a esposa, filhos, genro e netos. 

Juvenal contou ao Guiame que a igreja passou a ser abrigo para 8 famílias e também um local para guardar móveis e eletrodomésticos, que os moradores conseguiram salvar da água. O templo da AD logo se tornou um ponto de ajuda para a comunidade afetada.

Com o apoio da ONG Solidariedade, a igreja está distribuindo marmitas e café da manhã para os moradores. O pastor Juvenal ligou para algumas famílias, oferecendo as refeições. Uma delas foi a família da jornalista cristã Elis Amâncio, que também teve sua residência, localizada a cerca de 500 metros do Rio das Velhas, atingida pela enchente. 

Elis, que enfrenta um alagamento pela segunda vez, disse que está confiando na providência e na soberania de Deus. “Apesar de sabermos que Deus proverá, dói bastante. Tá tudo embaixo da água. Mas, fica a certeza de nossa fé! Não entendemos agora, mas, entenderemos depois. Fica aqui a gratidão pelo livramento mais uma vez, o Senhor guardou nossa família”, escreveu a cristã em post no seu instagram, na segunda-feira (10).

Nas redes sociais, a jornalista recebeu o apoio de líderes cristãos, como a cantora Nívea Soares, a pastora Helena Tannure e o pastor Lucinho. 

Arrecadações

Nesta terça-feira (11), depois de receber atendimento médico por um corte no pé e resfriado, causados pelo trabalho na enchente, o pastor Juvenal seguiu ajudando na limpeza das casas. De acordo com ele, em algumas regiões ainda falta água e a higienização terá que ser feita apenas com a ajuda de enxada e rodo.

Segundo o líder, as doações mais necessárias agora são as de produtos de limpeza, usados para desinfetar as residências, que ficaram cheias de lama, sujeira e mau cheiro, e cestas básicas. Para contribuir, entre em contato diretamente com o pastor Juvenal pelo telefone (31) 9241-4806.  



Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições