Pastores louvam ao ganhar bicicletas, único transporte para pregar em aldeias na África

Pastores de aldeias africanas receberam doações de dezenas de bicicletas em Moçambique.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: segunda-feira, 6 de junho de 2022 17:04
Pastores cantam alegres após doação de bicicletas. (Foto: Marcos Corrêa/Guiame)
Pastores cantam alegres após doação de bicicletas. (Foto: Marcos Corrêa/Guiame)

Uma bicicleta pode ser vista por muitos como um meio de lazer ou atividade física. Mas para pastores que vivem em aldeias distantes na África, é o único meio de transporte que pode possibilitá-los pregar o Evangelho mais longe e levar ajuda.

Mais de 200 pastores de aldeias africanas louvaram a Deus em agradecimento, depois de receberem na última quinta-feira (2) doações de 60 bicicletas na cidade de Beira, capital da província de Sofala, em Moçambique.

O momento da entrega das bicicletas foi registrado pelo Guiame, que através de seu diretor, pastor Marcos Corrêa, está fazendo parte de uma viagem missionária feita pela Missão Mãos Estendidas (MME).

A MME atua há mais de 22 anos na África com um trabalho extenso em campo: são mais de 350 igrejas em 4 nações, localizadas principalmente no interior da África. Só em Moçambique, são mais de 200 igrejas.

“Temos aqui cerca de 200 pastores de aldeias de Moçambique e Zimbabwe. São pastores que estão em lugares bem diferentes da realidade que conhecemos”, afirma o pastor Elias Caetano, presidente da MME.

Assista:

A entrega das bicicletas foi realizada após o Seminário Bíblico Intensivo, na qual pastores brasileiros promovem capacitação teológica a pastores africanos. As ações da MME, segundo Elias, vão muito além: “Buscamos capacitá-los não apenas com a capacitação bíblica e teológica, mas dar uma condição melhor de vida para eles.”

As doações são realizadas por meio de igrejas e pessoas interessadas em abençoar aldeias no interior da África.

Único meio de transporte

De acordo com Saulo Porto, coordenador de Ensino da MME, é preciso ter em mente que a maioria das populações africanas vivem em áreas rurais, e que estas áreas são tão isoladas que não há nenhum meio de transporte. 

“Quando você coloca uma bicicleta na mão de um pastor ou de um líder, você conecta toda uma aldeia aos recursos que ela precisa. Muitas vezes, essa bicicleta vai ser a ambulância, o meio de transporte escolar, a forma de pedir ajuda. Não temos ideia do impacto que uma bicicleta causa no meio de uma comunidade”, Saulo explica.


Equipe de pastores em viagem missionária na África. (Foto: Marcos Corrêa/Guiame)

O pastor Adelino Nsona, um dos diretores da MME em Moçambique, convive de perto com as dificuldades dos pastores locais: “Todos esses pastores vivem em lugares muito afastados. A bicicleta faz uma grande diferença para toda a aldeia. Ali o meio de transporte não chega, mas as bicicletas vão a todos os lugares”, observa.

O presidente da MME fez também um agradecimento especial ao Guiame, que tem feito a cobertura das viagens e ações da missão. “O pastor Marcos Corrêa, que é o diretor do Guiame, se tornou parte da equipe e hoje é coordenador de Ação Social, porque ele viu a realidade e quis fazer mais. Nossa gratidão ao Portal Guiame por estar conosco e compartilhar essas boas notícias.”

Por fim, Elias Caetano fez um apelo para aqueles que querem participar das próximas campanhas de doações de bicicleta, que acontecem todos os anos: “Você que está vendo esse vídeo, pode abençoar e ajudar. Você pode vir aqui através de uma bicicleta, por exemplo.”

Doações

Para aqueles que desejam abençoar a África, acesse o site: mmeafrica.org

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições