'Algumas igrejas perderam pessoas porque perderam a mensagem', diz evangelista americano

Ravi Zacharias disse, em entrevista, que as pessoas questionam quando não recebem o ‘verdadeiro Evangelho’ porque é dele que precisam.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 10 Setembro de 2019 as 3:31

Ravi Zacharias durante pregação. (Foto: Reprodução/YouTube)
Ravi Zacharias durante pregação. (Foto: Reprodução/YouTube)

Algumas igrejas estão perdendo pessoas porque falharam em pregar o "verdadeiro evangelho" e estão apenas oferecendo "momentos de bem-estar", afirmou o apologista Ravi Zacharias.

Falando à Fox News, ele disse que, embora os evangélicos "tivessem crescido em número", as principais igrejas estão lutando porque estão se afastando da mensagem principal da Bíblia.

"Alguns dos líderes perderam números, e deveriam ter perdido números, porque perderam a mensagem", disse ele.

"Se você perdeu o verdadeiro Evangelho, as pessoas vão dizer: 'Por que estou vindo para cá? Esta é uma sociedade ética ou um momento de bem-estar no domingo de manhã?'”, analisou.

Ele disse que as igrejas em crescimento são aquelas "onde a mensagem do Evangelho de Jesus Cristo está sendo entregue aos jovens e àqueles que estão pensando seriamente sobre o que é a vida."

O orador e autor popular continuou dizendo que houve uma mudança no debate em torno da nas últimas décadas, de Deus existir ou não, para questões "mais existenciais".

"Todas as perguntas que você faz só podem ser respondidas depois de encontrar a resposta para a primeira pergunta: por que você realmente existe", disse ele.

"E quando você encontrar esse relacionamento com Deus através de Jesus Cristo, como eu acredito, todas as outras perguntas serão justificadas e as respostas virão", declarou.

Outra mudança, observou ele, foi provocada pela chegada da tecnologia e da mídia social, com as pessoas cada vez mais "vivendo na frente da tela e perdendo relacionamentos", apesar de terem mais opões do que nunca para se comunicar.

"[As] perguntas estão ficando cada vez maiores e a alma está ficando cada vez mais vazia", ​​disse ele.

Uma pesquisa recente revelou que, para jovens americanos, a religião é cada vez mais irrelevante.

O estudo dos valores mais estimados pelos americanos pelo Wall Street Journal e NBC News descobriu que entre os 24 anos ou menos, apenas um terço considerava que a religião era importante para eles, em comparação com mais da metade da geração Baby Boomer.

Muito mais importante para os jovens americanos era a comunidade e a tolerância.

veja também