Após 10 anos orando, pai vê filho viciado sendo curado no altar: ‘Orei todos os dias’

Depois de 10 anos desviado, Jordan se reconciliou com Deus durante um culto.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: segunda-feira, 25 de abril de 2022 12:05
Jordan foi liberto das drogas ao se render a Jesus. (Foto: 700 Club Interactive)
Jordan foi liberto das drogas ao se render a Jesus. (Foto: 700 Club Interactive)

Roger e sua esposa criaram seu filho, Jordan Wilson, na igreja. Nos primeiros anos da adolescência, ele era um garoto cheio de fé, que dava muito orgulho aos pais.

“Ele não era um cristão disfarçado, sabe?”, lembra o pai, Roger, em entrevista à CBN News. “Todo mundo sabia a posição dele”.

Jordan era muito querido na escola e na igreja e tinha uma vida de devoção a Deus. “Eu chegava em casa cansado, mas tinha que ter meu tempo com Jesus”, lembra. 

As coisas começaram a mudar aos 16 anos, quando ele começou a namorar uma jovem de 19 anos. “Em vez de ir à igreja, eu ficava na casa da minha namorada”, diz Jordan.

Aos 17 anos, os prazeres do mundo substituíram completamente seu amor por Deus. Jordan passou a beber, fumar maconha e ir às festas. “No começo eu adorava o estilo de vida de festa. Eu morava com uns amigos. A gente dava festas. Eu achava que eu era o Super-Homem. Eu achava que era invencível.”

Enquanto via o filho se perder, seu pai, Roger, fez a = que sabia: “Orei por aquele menino quase todos os dias da vida dele”.

Do vício ao tráfico

Jordan foi se afundando ainda mais no vício, chegando a gastar 100 dólares por dia em pílulas. “Eu tinha que tomar 20 comprimidos por dia, era isso que ia me impedir de ficar doente. Então eu não ligava se eu podia pagar ou não.”

Jordan também se tornou viciado em metanfetamina e acabou sendo demitido de seu emprego em uma fábrica. Com a ajuda de um amigo, Jordan passou então a fabricar e vender a droga. 


Jordan foi liberto das drogas ao se render a Jesus. (Foto: 700 Club Interactive)

“Na época eu achava que não tinha opção. Eu precisava de dinheiro, eu precisava de drogas”, lembra.

Depois de uma denúncia anônima, Jordan foi preso pela primeira vez por tráfico de drogas. “Eu estava no trabalho quando recebi uma ligação me informando que ele tinha sido preso”, conta o pai. “Eu só me lembro de estar no hospital, me sentindo completamente impotente.”

Nos três anos seguintes, Jordan foi preso 10 vezes e expulso da reabilitação seis vezes. Roger temia que seu filho nunca deixasse essa vida. 

“Eu tinha medo de receber uma ligação alguma noite: ‘ele sofreu uma overdose, está morto’. Ele foi para a reabilitação, mas não deu certo. Então eu pensei, será que ele vai ser outra estatística?”, questionou o pai.

Ainda assim, ele nunca perdeu a fé: “Eu sei o que pode acontecer. Mas eu sei o que Deus diz que Ele pode fazer. Eu estava ali orando por um milagre”.

Liberto no altar

Em 2016, Jordan tentou novamente parar de usar e iniciou um novo processo de desintoxicação. No domingo de Páscoa, Roger decidiu convidar o filho para ir à igreja. Era também o dia do seu aniversário.

De início, Jordan se recusou a ir, mas acabou mudando de ideia. “Eu tinha 27 anos e não tinha presente de aniversário para meu pai”, ele lembra. “Pensei, isso é o mínimo que posso fazer. E então concordei em ir à igreja com meu pai no aniversário dele no domingo de Páscoa.”


Roger passou anos orando pelo filho. (Foto: 700 Club Interactive)

Durante o culto, Jordan sentiu uma faísca de esperança que não sentia há anos. “O pastor disse: 'Se há alguém que quer entregar seu coração a Cristo, ou talvez você tenha feito há muito tempo e quer se reconciliar com Cristo, hoje é o seu dia'”.

Roger conta que se surpreendeu ao ver o filho dar um pulo. “Ele simplesmente desceu o corredor, desceu as escadas até o altar”.

Jordan relata: “Enquanto eu estava naquele altar, senti como se Deus estivesse me tirando do chão. Percebi que este era o Domingo da Ressurreição. Jesus Cristo ressuscitou!”

Aquele foi um dos momentos mais marcantes da vida de Roger: “As lágrimas começaram a rolar”, disse o pai. “Além do dia em que vi ele nascer, o melhor dia foi ver ele devolver seu coração a Deus.”

Resposta de oração

Depois do culto de Páscoa, Jordan nunca mais foi o mesmo. “Eu nunca mais bebi outra gota, eu nunca mais usei droga desde aquele dia! Agora estou mais perto do Senhor do que nunca, mais do que quando era adolescente. Eu ando com Ele e falo com Ele todos os dias. Se eu não tiver esse tempo a sós com Jesus todos os dias, simplesmente não estou certo.”

Quando finalmente se entregou a Deus, Jordan conseguiu superar o vício que havia roubado 10 anos de sua vida. 

Hoje Jordan é casado, tem dois filhos e é autor do livro “Jesus > Drogas, A Única Guerra Vencida Pela Rendição”. Ele também se tornou o diretor de uma clínica de reabilitação da qual ele já foi expulso.


Hoje Jordan é casado e tem dois filhos. (Foto: 700 Club Interactive)

“O plano de Deus era muito diferente. O plano de Deus era: ‘Você vai se apaixonar por mim. Você vai trabalhar no ministério. E você vai voltar aqui como membro da equipe executiva’”, brinca Jordan. “Se você se render a Cristo, Ele vai lutar por você. Ele vai fazer o que você não consegue fazer. Como alguém que tentou sem Jesus, há uma grande diferença. Você pode ficar sóbrio sem Cristo, mas nunca será liberto sem Cristo. É Cristo quem liberta as pessoas.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições